Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

20
Abr14

Sítios bons


Sofia Serrano

Não há nada como desligar uns dias do mundo e aproveitar o sol, o mar e o rio, a tranquilidade. Mesmo sem dias de muito calor, estes dias de pausa deram para brincar na praia (chapéus e protector já são fundamentais), passear, descansar. Dias bons. 



Os protectores deles: Corine de Farme, factor 50
Clutch suuim.







17
Abr14

10 coisas que ainda não sabemos sobre....Catarina Beato


Sofia Serrano

Já sabemos que é princesa - no blog e fora dele. Que tem dois filhos e que é uma inspiração, porque conseguiu mudar de vida e agora é mais saudável. Que gosta de correr e de escrever. Que tem uma capacidade fantástica de ultrapassar as adversidades e que tem como lema "A vida resolve-se sozinha".
Mas aposto que há coisas que ainda não sabem - e que ela nos vai contar:

Catarina Beato, escritora, jornalista, blogger.


1. Uma música que marcou a tua adolescência.

Falling to Pieces, Faith No More [a minha banda preferida].
Tem mesmo que ser só uma? More than Words, Extreme; Under the Bridge, Red Hot Chilli Peppers


2. A tua peça de roupa preferida.

Tudo o que se vista em poucos segundos com botas. Adoro túnicas brancas.


3. Um ritual diário.

Por os óculos assim que acordo.


4. O alimento sem o qual não consegues viver.

Pão [mas já aprendi a sobreviver sem ele]. O que há sempre em casa: fruta.


5. O sítio preferido para passar férias.

Praia com os meus amigos-família. Férias é onde eles estão [mas não prescindo de praia]. A minha praia preferida: Porto Santo.


6. O objecto que tinhas mesmo de levar para uma ilha deserta.

Os óculos.


7. A tua viagem de sonho.

Uma road trip pela Europa. E Tóquio.


8. Se não fosses escritora serias...

Qualquer coisa que me permitisse sustentar os meus filhos.


9. A tua bebida preferida.

Sopa miso e Martini bianco


10. Um sonho que gostavas de concretizar.

Ser mesmo escritora.



Obrigada Catarina.
www.diasdeumaprincesa.clix.pt









16
Abr14

O que muda numa casa com a chegada dos filhos


Sofia Serrano

Eu gosto de ver revistas de decoração e sou capaz de passar horas no pinterest em busca de inspiração para a decoração da casa - coisas do estilo simples, com um toque de romantismo. Tudo muito bonito e arrumadinho.
E já se sabe que com o passar do tempo vamos encontrando as peças certas, aquelas que ficam mesmo bem na sala, e no quarto, e no escritório. Vamos transformando a nossa casa à nossa medida até nos sentirmos perfeitamente bem lá. 


Até que...nascem os nossos filhos. 

E pronto, aí temos o mega ciclone doméstico, e repentinamente (no meio de fraldas e chuchas e brinquedos) deixamos de reconhecer a nossa casinha-ultra-arrumada-e-decorada.


É verdade, não somos só nós que mudamos com a maternidade. Cá por casa, muita coisa mudou:


1. Toda a casa se tornou num quarto de brinquedos gigante. Não vale a pena resistir e explicar que o quarto deles é que é o local certo para brincar, porque em poucos segundos, há carrinhos e barbies, desde a banheira ao escritório. 

A nossa solução cá por casa? Mais vale conformarmo-nos e arranjar uns baús ou caixas giras, para cada divisão, para arrumar tudo (que em caso de visitas inesperadas, são super úteis para largar toda a tralha e ter uma casa com aspecto arrumado).

2. Aquele conceito "este é o meu quarto e a minha cama" "aquele é o teu" é para esquecer. Ninguém mete na cabeça de um miúdo pequeno que o quarto dele não é o dos pais (pelo menos no cá de casa). Portanto, o filme por aqui é: "P., vamos dormir?" - e rapidamente temos um miúdo deitado entre a almofada da mãe e do pai, a fingir-se de profundamente adormecido. (segue-se aquele ar fofinho e quando se dá por ela já temos lá a M. também e de repente, já não há espaço para os verdadeiros proprietários da cama).


3. A maravilhosa banheira, onde passávamos horas em banhos de imersão, onde havia velas e sais, tem agora CARRADAS de brinquedos (uns mais subaquáticos que outros), que são sempre poucos na hora do banho. Em suma, a banheira passa a ser a piscina olímpica deles, e os pais são expulsos para o duche rápido na casa de banho mini. Já para não falar que todo o corredor se torna potencialmente num afluente do rio Tejo cada vez que tomam banho.


4. A televisão da sala deixa de ser propriedade comum e passa a ter um horário específico para utilização dos adultos, que é como quem diz "quando os miúdos vão dormir". De resto, a nossa tranquila sala, onde liamos romances deitados no sofá, passa a ser uma sala de cinema, com restos de bolachas nas almofadas e sessão continua de filmes de princesas, carros e rucas (para além de se transformar num recinto de corridas para triciclos).


5. A cozinha tem de ser reorganizada para albergar pratos inquebráveis, talheres às cores, esterilizadores de biberons e toneladas de bolachas e iogurtes e a cadeira de papa passa a fazer parte da decoração.


6. Nunca há silêncio em casa (só mesmo se estiverem os dois a dormir). Há sempre risos, cantorias, choros e birras, brinquedos que apitam e barulho de desenhos animados. E já sabemos que o silêncio é sinal que estão a aprontar alguma. 


E sim, a casa nunca mais volta a ser a mesma. Nem a vida. Sem eles tudo parece estranhamente arrumadinho e silencioso. Sem piada nenhuma. É por isso que a minha decoração preferida cá para casa são mesmo os meus filhos.




14
Abr14

Programa em família: Zoo de Lisboa


Sofia Serrano

As férias da Páscoa são uma boa altura para levar os miúdos ao Zoo - é um programa que causa sempre grande animação e nunca ninguém se farta de ver os elefantes e leões! Cá por casa, aproveitámos um sábado e levámos a M. e o P. ao Zoo de Lisboa. Ela já tinha ido, mas para o P. foi a primeira vez e adorou ver os animais, em particular os elefantes e os macacos.




A M. levou a sua tigre branca a ver a família. A surpresa do dia foi mesmo um macaquinho que conseguiu sair da gaiola e que fez as delícias dos miúdos.
Ainda vimos o espectáculo dos golfinhos e leões marinhos, mas confesso que gosto mais de ver os golfinhos no ZooMarine (podem ver o post aqui).






Acabámos por almoçar no Jardim Zoológico, nas Pizzas do Zoo, que têm pizzas fabulosas (mas um atendimento muuuuito fraquinho...).
Ir ao zoo com os dois é sempre um dia muito animado,e já se sabe que nos dias seguintes passam o tempo a falar dos animais que viram.

E como os dias bons estão aí, é altura de aproveitar os fins-de-semana em família! Um dos próximos programas vai ser aqui, com o mar à janela:








13
Abr14

Coisas de Princesas


Sofia Serrano

Este fim-de-semana redescobri alguns recantos fantásticos de Lisboa e a cumplicidade entre um grupo de pessoas que se conheceram algures no mundo virtual, mas que podiam ser amigas desde sempre (fantástico mesmo, a repetir!)

 A mãos-de-fada, eu, a princesa,  a trendsetter pais-e-filhos e a querida dolce-faire-niente ;) Sim, andamos pelo Mercado de Campo de Ourique e comprova-se que é fabuloso (e a sangria também!).


No Domingo, o Amoreiras foi o sítio mais vip de Lisboa e a Páscoa da Princesa um sucesso. Obrigada a todos os que estiveram lá a ouvir falar sobre alimentação na gravidez! 
(E um agradecimento especial aos fotógrafos da Magma Photo que tiveram paciência para as princesices da M. e para as birras do P. e claro, à Catarina, que foi mesmo a princesa do evento! (e trouxe coisas absolutamente deliciosas para casa, sem arruinar a dieta!)


10
Abr14

Esvaziar o frigorífico (e um beijinho para o meu mano)


Sofia Serrano

Ter dois miúdos em casa dá cabo das finanças a qualquer um. E temo que isto vá piorar. 
Para além da fashion-victim cá de casa (leia-se M.) que PRECISA mesmo de todos os vestidos-e-sapatos-e-colares-e-pulseiras-e-fatos-de-banho e coisas do género que vê, agora o mais pequeno é uma máquina devoradora de comida. 
Mais precisamente de iogurtes. 


Portanto, a tarefa diária dos adultos cá de casa é carregar iogurtes para o frigorífico e, num passe de mágica, no dia seguinte já se acabaram. Líquidos, sólidos, com aromas ou pedaços, com bonecada ou sem bonecada - tudo marcha. Já para não falar de bananas, morangos e outros itens que tais, que se evaporam em pouco tempo. 
E sim, ainda me lembro do meu irmão em plena adolescência, que ao pequeno almoço devorava uma caixa de cereais com litro e meio de leite, e ao lanche comia 6 iogurtes (pelo menos). E o sobrinho P. suspeito que vai pelo mesmo caminho. Pronto, o que me consola é que ele hoje é um rapaz giro e assim a dar para o esperto (vá, um bocadinho mais que a irmã!).

Em resumo: um beijinho para o meu mano, que hoje é dia dos irmãos...e senhores da Danone, Mimosa, Nestlé, Pingo Doce, Jumbo, Continente e afins, estejam ABSOLUTAMENTE à vontade para nos enviarem todo o tipo de iogurtes, que aqui por casa há crianças dispostas a bater o record do Guiness de iogurtes ;)




09
Abr14

Soluções para mães à beira de um ataque de nervos


Sofia Serrano

Adoramos ser mães, mas a maternidade também pode dar cabo da paciência e levar à exaustão. Sim, eu adoro os meus filhos e eles são o melhor do mundo, mas confesso que às vezes a correria do dia-a-dia (entre noites mal dormidas, birras, rotinas de leva-e-vai-buscar à escola, discussões por causa de um brinquedo, jantares e afins) me deixa à beira de um ataque de nervos.
Soluções para renovar a paciência das mães e as deixar bem dispostas em dias de stress? Estas:

1. Ir ao cabeleireiro ( e aproveitar para fazer a manicure). Entre a massagem capilar e o champô conseguimos relaxar, sabemos as novidades todas do bairro e arredores (que não há ninguém melhor informado que as cabeleireiras) e ainda lemos aquela revista cor-se rosa que já não temos tempo para ler há séculos. E claro, ficamos giras de morrer, que a auto-estima é importantíssima para nos sentirmos bem.

2. Pegar no cartão de crédito e passar uma tarde nas compras. Sim, eu sei que a crise está aí. Mas pelo menos podemos experimentar roupa com pinta (e planear o orçamento para a conseguimos comprar!) e ver as montras, o que faz com que pensemos noutra coisa que não os problemas do dia-a-dia.

3. Pegar naquele livro que andamos para ler há muito tempo (e nunca conseguimos!) e sentarmo-nos numa esplanada à beira-mar, a saborear a nossa bebida preferida. E sim, o pai pode ir buscar os miúdos para nós termos um bocadinho mais de tempo só para nós.

4. Ir para casa mais cedo e dormir uma sesta - com a casa toda em sossego, só para nós. Sim, provavelmente até será difícil adormecer de tão tranquilo que tudo parece, mas acordamos revigoradas e até com menos rugas.

5. Convencer os avós ou os tios a virem tomar conta dos miúdos e fazer uma escapadinha no fim-de-semana com o marido para aquele sítio especial. Tempo para namorar é das melhores coisas para renovar energias.

(o truque é começar pelo número 1 e ir avançando pela lista até nos sentirmos melhor. Não esquecer um chocolate para acompanhar!)





07
Abr14

Às vezes é preciso tempo


Sofia Serrano

Também há alturas (poucas) em que não me apetece escrever. Em que não me apetece ligar o facebook nem partilhar fotografias no instagram. Em que não me apetece falar sobre as coisas do dia-a-dia, ou tecer comentários divertidos acerca disto de ser mãe. Em que já não me apetece mais criticar o que se passa no país e o material que falta nos hospitais.
Há momentos em que só me apetece desligar.
Levá-los ao parque e comermos um gelado juntos.
E não pensar em mais nada, só no cheiro a flores que anda (finalmente ) no ar.
Às vezes, preciso de tempo.


05
Abr14

Os Hotéis mais originais do mundo


Sofia Serrano

O mundo é um local fantástico. E há locais onde todos nós gostaríamos de ir passar uns dias, pelo menos uma vez na vida. Confiram estes fantásticos e originais hotéis:

Hotel Aqua Dome, Áustria



Este resort está situado a, nada mais nada menos, 6.400 metros do chão nos Alpes. Cercado por inúmeras pistas de esqui, o hotel oferece aos hóspedes spa de luxo com água quente diretamente extraída de uma enorme fonte termal subterrânea. 

Hotel Lion Sands, África do Sul

Este hotel está situado numa reserva natural onde passeiam leões, zebras e elefantes e o contacto directo com a natureza é uma constante.


Conrad Rangali Island Resort, Maldivas

Neste hotel, os quartos são submersos e é possível adormecer a contemplar os peixes.

Hotel Kakslauttanen, Finlândia


Neste original hotel num local remoto da Finlândia, é possível contemplar a aurora boreal, num céu não poluído - uma visão única.

Hotel de Glace, Canadá


Este original hotel é reconstruído todos os anos, visto que a sua estrutura se baseia em esculturas de gelo. De janeiro a março, recebe visitantes do mundo inteiro.

Ashford Castle Hotel, Irlanda

Neste castelo de 800 anos na Irlanda, é possível viver como um rei ou rainha.

Treehouse Point Hotel, Seattle


Baseado no conceito das casas nas árvores, este hotel está situado na densa floresta de Washington e dispõe de várias casas nas árvores onde os hóspedes podem tornar real os sonhos de infância.

Aescher, Suíça


É um hotel para aventureiros, já que é preciso escalar ou ir de teleférico para lá chegar, dada a sua altitude. Um hotel simples, com boa comida e uma paisagem de cortar a respiração.

Quinta Real Zacatecas, México

Uma arena de touros foi transformada num fantástico e original hotel no México.


The Aurora Express, Alasca

Este comboio-hotel percorre todo o Alasca e permite ver paisagens espectaculares.

Marina Bay Sands, Singapura

Faz parte de um enorme resort. A “piscina infinita” no topo de um dos arranhas-céu do resort tem uma das vistas mais magníficas de toda Singapura.

First World Hotel, Malásia



Este hotel tem mais de 6.000 quartos, 500.000 m² de parques temáticos, centros comerciais, restaurantes e um mega casino.

Viceroy Hotel, Bali

Este hotel fica situado no Vale dos Reis em Bali e tem um acesso exclusivo de helicóptero.


Jade Mountain, Santa Lucia



Este hotel foi construído sobre um penhasco com vista para as montanhas coloridas no mar das Caraíbas. As janelas dos quartos revelam uma vista espetacular e uma piscina infinita.


Mais aqui.
04
Abr14

Dicas para as grávidas #20: Para que serve o Harmony, amniocentese e outros testes pré-natais?


Sofia Serrano

Cada vez mais a tecnologia actual tem permitido perceber se vamos ter um bebé saudável - mesmo antes de ter nascido. Na verdade, a ecografia evoluiu muito nos últimos anos, permitindo detectar malformações no feto. A par disso, surgiu também o doseamento de algumas proteínas no sangue materno, que, conjugadas com os dados da ecografia no 1º trimestre, permitem fazer um rastreio combinado, que dá uma probabilidade de o feto ter uma das principais alterações genéticas, como a Trissomia 21 (S. Down), a 18 e a 13. 




Mas para perceber se os cromossomas do bebé que vai nascer são normais, recorremos à amniocentese ou à biópsia das vilosidades coriónicas. Desde o final do ano 2013 que está disponível em Portugal uma outra opção para detectar as três principais Trissomias (a T21, 18 e 13), o chamado Harmony Prenatal Test. Através da colheita de sangue da mãe, permite então perceber se o bebé é portador de uma destas situações.

Perante isto, surgem-nos dúvidas: qual o melhor? Um substitui o outro? Vantagens e desvantagens destes testes?
Vamos perceber um pouco melhor como funciona cada um deles:

RASTREIO COMBINADO
- Realiza-se entre as 11 e as 13 semanas e 6 dias.
- Implica uma ecografia, com avaliação da medição da nuca e dos ossos próprios do nariz e colheita de sangue à mãe para dosear algumas hormonas maternas (PAPP-A e Beta-HCG).
- Com um software específico, onde se introduzem os dados anteriores, a idade materna e o peso (entre outros) obtém-se uma probabilidade de o feto ter Trissomia 21, 18 e 13.
- Nos casos de risco elevado, propõe-se biópsia das vilosidades coriónicas ou amniocentese.
- Detecta cerca de 97% das Trissomias.
- Sem risco para a mãe ou para o feto.
- Assegurado às grávidas pelo Serviço Nacional de Saúde nalgumas zonas do país.

BIÓPSIA DAS VILOSIDADES CORIÓNICAS
- Realiza-se entre as 11 e as 13 semanas de gravidez.
- Implica uma biópsia das vilosidades da placenta (que pode ser feita através do abdómen ou através do colo do útero)
- Permite efectuar, na amostra obtida, um estudo alargado dos genes ou cromossomas do feto, diagnosticando assim doenças genéticas específicas.
- Pode ser feita nos casos em que há doenças genéticas familiares, se houve casos anteriores de bebés com malformações, ou se o rastreio combinado foi positivo (entre outras indicações).
- Risco de perda fetal de 1-2%.
- Assegurado às grávidas pelo Serviço Nacional de Saúde nalgumas zonas do país. 

AMNIOCENTESE
- Realiza-se a partir das 16 semanas de gravidez.
- Implica a colheita de uma amostra de líquido amniótico através de uma punção através da barriga da mãe, com controlo ecográfico.
- Permite o estudo dos cromossomas do feto para despiste de doenças genéticas específicas.
- Pode ser feita nos casos em que há doenças genéticas familiares, se houve casos anteriores de bebés com malformações, ou se o rastreio combinado foi positivo (entre outras indicações).
- Risco de perda fetal de 1%.
- Resultado disponível ao fim de cerca de 2 semanas.
- Assegurado às grávidas pelo Serviço Nacional de Saúde.

HARMONY PRENATAL TEST
- Pode ser realizado a partir das 10 semanas de gravidez.
- Implica colheita de sangue à mãe.
- Sem risco materno ou fetal.
- Permite determinar na amostra obtida o DNA fetal livre e determinar se o feto tem as 3 principais Trissomias, e as aneuploidias dos cromossomas sexuais.
- Detecta cerca de 99% das principais Trissomias.
- Não comparticipado. Custo: 670 euros.











Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D