Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

18
Fev17

Pequenos-almoços de fim de semana


Sofia Serrano

Captura de ecrã 2017-02-18, às 09.59.59.png

 

O fim de semana é ótimo para um pequeno almoço com calma, em família.

Um dos nossos pequenos almoços preferidos é este: ovos mexidos, bacon, queijo e frutos secos, com um sumo de laranja natural com as doces laranjas algarvias.

Os ovos compramos dos biológicos,bem como as laranjas. Procuramos no supermercado o queijo e bacon o mais natural possível, ou seja, é preciso olhar para o rótulo e ver os ingredientes, e deixar nas prateleiras aqueles carregados de aditivos.

Todos adoram!

(e amanhã é dia de panquecas, prometo vir partilhar uma das nossas receitas!)

17
Fev17

Receitas saudáveis: pão maravilha


Sofia Serrano

Captura de ecrã 2017-02-17, às 18.49.00.png

 

 

Como o prometido é devido, vou começar a partilhar algumas das receitas que fazemos cá por casa, na nossa tentativa de uma alimentação cada vez mais saudável.

Quando digo a alguém que cortamos no trigo, a primeira coisa que me dizem é: e o pão? Como é que se consegues viver sem pão?

À primeira vista parece difícil. Depois, quando se evita pão e massas percebemos que o inchaço da barriga desaparece e que fazemos muito melhor a digestão. E encontramos alternativas mais saudáveis e igualmente deliciosas.

Esta é a nossa versão do pão maravilha. Acabadinho de fazer e com manteiga é delicioso. Mas em torradas também é de comer e chorar por mais. 

 

Vão precisar de:

 

1 chávena de polvilho doce
1 chávena de farinha de trigo sarraceno
1 chávena de linhaça dourada moida
1/2 chávena de farinha de coco
1/2 chávena de farinha de amêndoa
4 ovos
1 chávena de água morna
1 colher de sopa de vinagre
1 colher de chá de fermento 
3 colheres de sopa de leite 
sal qb

 

 

É muito simples de fazer e os miúdos adoram ajudar:

 

 

15
Fev17

O que comemos aqui por casa


Sofia Serrano

 

Captura de ecrã 2017-02-15, às 21.17.06.png

 

 

Quem nos segue no instagram já sabe que aqui por casa tentamos ter uma alimentação saudável e fazemos uma alimentação "paleo descomplicada".

Para todos, miúdos e graúdos, e não, não é nenhuma dieta, mas sim um estilo de vida.

Na realidade, o nosso princípio fundamental é consumir alimentos o mais saudável e biológicos possível, evitando grãos, açúcar processado (e diminuir os açúcares naturais) e evitar alimentos processados, especialmente os que contêm maus ingredientes e aditivos.

 

Acho que um momento importante na decisão de mudar a nossa alimentação foi a reportagem da Sic que passou aqui há uns tempos, o "Somos o que comemos". Apercebi-me subitamente que iogurtes, cereais, sumos, pão, fiambre e afins estavam carregados de açúcar e aditivos. Que o que estava, afinal a dar tranquilamente às minhas crianças como um lanche saudável, não era nem de perto nem de longe isso.

 

 

 

04
Fev17

O quê, os teus filhos não te deixam dormir no fim de semana?


Sofia Serrano

Perguntas recorrentes. Dramas familiares.

Ora o mundo divide-se entre aqueles que têm miúdos que desde pequenos dormem até ao meio dia, e que dificilmente acordam cedo, e aqueles que são madrugadores incansáveis, e que mesmo ao fim de semana estão a pé antes das 8 - ou até antes das 7, que curiosamente o fim de semana traz consigo o fenómeno do "acordar-ainda-mais-cedo". 

 

Cá em casa, acreditava piamente que quando tivesse filhos, iam ser exatamente como eu: dormir até ao meio-dia era um dos meus desportos preferidos ao fim de semana, ou até durante a semana se tal fosse possível.

Pronto, estava redondamente enganada.

Mais uma para a lista do "a maternidade-não-te-preparou-para-isto".

 

Desde muito, muito pequenos, acharam que o ideal era acordar por voltas das 7. Durante muito tempo, até acordavam a rondar as 6 da manhã e era impossível fazê-los voltar a dormir. Sabem lá como me custou habituar-me a esta coisa de ter dois pequenos madrugadores em casa.

Portanto, para além de despertares noturnos de origem diversa (desde pesadelos, a xi-xis e etc) que implica aprendermos a dormir instantaneamente em duas horas e termos de acordar frescos que nem uma alface de um instante para o outro (ótimo treino para quem faz urgências noturnas!), tornarmo-nos pais implica mudarmos para a outra metade do mundo.

Deixar os sornas e passar para os madrugadores.

 

Claro que há aqueles pais sortudos.

Aqueles que me dizem de boca cheia: "O quê, os teus filhos não dormem até ao meio-dia sempre que podem? Coitada! O melhor é deixarem de dormir a sesta, ou não os deixar ir dormir tão cedo!"

 

Já testamos esta teoria, que à primeira vista me parece logo dos maiores disparates de sempre, porque meter miúdos na cama cedo (por volta das 20:30) é bom para eles e deixa tempo para os pais. E sestas, enquanto as quiserem dormir, ajudam a tudo, desde crescimento a concentração.

Mas pronto, num daqueles dias de jantares de amigos pode acontecer. Deitamo-nos todos tarde e rezamos para que, no dia seguinte, só acordemos depois do sol já estar bem alto no céu.

O que acontece invariavelmente? Acordam ainda mais cedo. E cheios de energia (ao contrário dos pais, que repentinamente tomam consciência que daqui a nada temos 40 anos, e que esta vida de noitadas já não dá para nós).

 

A solução?

Deitarmo-nos cedo também.

Ou esperar pela adolescência, que me garatem que muda este lado madrugador das crianças.

(a ver vamos!)

 

(não se esqueçam, amanhã vou estar com a Catarina Beato na Fnac do Forum Algarve, ás 16:00, a apresentar o nosso livro, apareçam!)

Captura de ecrã 2017-02-04, às 11.12.27.png

 

01
Jan17

Reveillon


Sofia Serrano

Já passei para o novo ano nas urgências do hospital, umas vezes com a sorte de estar a ajudar a nascer os primeiros bebés do ano, outras com situações mais ou menos complicadas, que felizmente acabaram em bem.

Já tive passagens de ano em que adormeci de cansaço antes da meia noite.

Noutras festejei, umas vezes com amigos, outras com família.

 

Este ano decidimos passar os últimos dias do ano os 4. Juntos, à beira mar.

E a passagem de ano foi em ambiente de festa, com um jantar de gala, mas sempre num mood muito kids friendly, com menu e brincadeiras para os mais pequenos, enquanto nos deliciavamos com um bom jantar e com música ao vivo. 

Rev4.jpg

 

Rev5.jpg

 

Rev9.jpg

 

Rev7.jpg

 

 Claro que crianças são crianças, e antes da meia-noite, depois de um dia agitado sem sesta, o Pedro adormeceu. O nosso muito obrigada ao staff super simpático e prestável, que improvisou uma cama junto à nossa mesa, para podermos terminar a refeição. A Mariana fez novos amigos e passou uma noite muito divertida!

À meia noite, houve fogo de artifício sobre o mar, e o Pedro acordou. Entrámos juntos no novo ano, com beijos, passas, fogo de artifício, champanhe e sobretudo muito amor.

 

Rev15.jpg

Rev12.jpg

 

E a desejar que 2017 seja um ano com muita saúde !

É que que mais desejo para todos, porque apesar de cliché, a verdade é que com saúde, tudo se vai fazendo.

 

Rev1.jpg

 Um fantástico 2017 para todos!

28
Dez16

Manhã de Natal


Sofia Serrano

Adormeceram exaustos de tanta brincadeira e animação.

Mas deixaram leite para o Pai natal, biscoitos e cenouras para as renas!

De manhã, assim que acordaram, correram para a sala, para ver se o Pai Natal lhes tinha deixado presentes!

E tinha: um skate para a Mariana, e a pista com o dinossauro para o pedro, tal como tinham pedido nas cartas que escreveram semanas antes!

Natal9.jpg

 

Mas o Pai Natal também lhes deixou uma mensagem:

 

"Queridos meninos, soube que se portaram bem este ano. Obrigado pelas vossas cartas!

Espero que gostem dos presentes. Nunca se esqueçam que o mais importante do Natal é estarmos com aqueles que amamos!

                                                                                                  O vosso amigo Pai Natal "

 

Natal10.jpg

Natal14.jpg

 E o ai Natal também nos presenteou com uma maravilhosa manhã de Natal de sol - deu para brincar lá fora e experimentar os novos presentes!

 

 

 

26
Dez16

Noite de Natal


Sofia Serrano

Natal1.jpg

 

O Natal é família reunida, lareira acesa. Conversas intermináveis, gargalhadas. 

Presentes. Bolo Rei, fatias douradas. 

Todos juntos, sem horários nem obrigações.

Com tempo para estar.

 

Natal2.jpg

Natal3.jpg

 

A magia do Natal deixa-nos a todos de coração cheio.

Mas são as crinaças que vibram mais.

Os miúdos cá de casa andavam há semanas a contar os dias para a noite de Natal! 

 

Natal4.jpg

Natal5.jpg

Natal6.jpg

 

A nossa ceia de Natal tem sempre o tradicional bacalhau, mas também polvo.

(confesso: eu não gosto de bacalhau!)

O que sabe mesmo bem é estar horas à mesa, entre conversas e petiscos!

 

Natal7.jpg

Natal8.jpg

 À meia noite, antes de irem dormir, os miúdos não se esqueceram de deixar biscoitos e um copo com leite morninho para o Pai Natal, na esperanca de que ele lhes deixasse o que tanto pediram:)

 

E por aí, como foi a noite de Natal? 

 

 

05
Dez16

10 coisas que todas as mães fazem (mas têm vergonha de admitir)


Sofia Serrano

enhanced-buzz-24778-1399505278-16.jpg

 

1. Comer chocolates às escondidas dos miúdos, principalmente depois de lhes explicarmos que o chocolate faz mal aos dentes, engorda e que se comermos muito pode fazer dor de barriga.

 

2. Falar em inglês sempre que não interessa que os mais pequenos percebam a conversa. Ou em francês. Ou num dialecto misturado, com palavras estrangeiras metidas pontualmente naquelas expressões que não convém que eles ouçam.

 

3. Adormecer (de exaustão!) muito primeiro que eles, quando nos propomos a adormecê-los - e acordar com a luz do quarto acesa e eles a brincarem, felizes da vida.

 

 

29
Nov16

Está na altura de convocar os super heróis


Sofia Serrano

_DSC9116.jpg

 Foto Pau Storch

 

Porque é que eu não gosto do inverno? Porque para além do frio, da chuva, do vento e dos dias pequenos (que me deixam deprimida), começam aquelas doenças dos miúdos, desde ranhos e tosses a viroses e gastrenterites, que deixam crianças em baixo e pais com olheiras.
A solução?
Mudarmo-nos para um pais tropical (talvez o Brasil?)
Ou então espantar toda esta bicharada com muita fruta e o máximo de tempo possível de brincadeiras ao ar livre.
E em caso de emergência, libertar o super-herói que vive em cada um de nós!
(resmungos de uma mãe que já levou com duas viroses desde o fim de semana e espera ansiosamente pelo regresso do verão!)

 

 

 

29
Nov16

A festa de Natal LEGO!


Sofia Serrano

 

Festa de Natal Lego_261116_0001.JPG

 

Já começa a ser uma tradição abrirmos a época de Natal com a festa da LEGO!

Sempre com um ambiente muito acolhedor, tinhamos à nossa espera um brunch delicioso e muita brincadeira com as mágicas peças, que já nos acompanham desde a infância, e que fazem também parte da dos nossos filhos!

 

Festa de Natal Lego_261116_0012.JPG

Festa de Natal Lego_261116_0018.JPG

 

 

 

 

 

 

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D