Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

20
Dez15

Carta ao Pai Natal


Sofia Serrano

Querido Pai Natal,

Espero que estejas bem.

Não demasiado atarefado ou stressado com o aproximar da tua data de maior trabalho. Espero que tenhas tido tempo e tranquilidade para planear as tuas boas ações de Dezembro, que tenhas tido ajuda nas tuas tarefas e que entregar presentes continue a ser o que tu gostas de fazer.

Continuo a acreditar em ti.

Que vives num cantinho no pólo Norte, numa casa no meio da neve, numa clareira rodeada de pinheiros nórdicos. Com renas simpáticas que correm por ali em liberdade e que no dia 24 se disponibilizam para conduzir o trenó pelos ares. Imagino-te na tua casa acolhedora, a viver os dias com tranquilidade, com uma lareira que te aquece quando regressas dos teus passeios pela floresta, a partilhar os momentos com a Mãe Natal. A receber visitas para um chá dos duendes que te ajudam na tua oficina de brinquedos. E a espreitar a tua bola mágica, onde consegues ver tudo o que se passa no mundo, e saber quais são os meninos que precisam mesmo de um presente especial este natal.

Sei que recebes todas as cartas que os meninos escrevem com pedidos para o Natal. Que analisas um a um, que ponderas no que é realmente importante. E sei que acabas por delegar nos pais e nos familiares dessas crianças muitas dessas coisas. Mas nunca te esqueces de quem realmente precisa.
Lembro-me de ser pequena e de estar à tua espera.

 

No dia 24 era dia de festejarmos o aniversário de um amigo, e só depois é que reuniamos a família para a tradicional ceia de Natal. Nunca gostei de bacalhau, mas adorava os doces. O arroz doce e as farófias da minha avó, em particular. E à medida que se aproximava a meia noite, eu e o meu irmã ficavamos cada vez mais entusiasmados e excitados com a ideia de que tu estavas quase a aparecer. Acho que nem era tanto pelas prendas, era mesmo por te podermos, finalmente ver.

E acho que sempre soube que tu eras, afinal o meu pai - ou o meu pai tu. Porque, fazendo bem as contas, o meu pai tinha mesmo de sair para tratar de qualquer coisa na altura em que tu, Pai Natal, aparecias. Nós convidavamos-te entrar, a comer qualquer coisa. Tu entregavas-nos as melhores prendas do mundo - sabias sempre o que queríamos. Mas depois tinhas de ir embora para continuar a tua tarefa, e o meu pai só chegava depois, e por isso nunca te conhecia pessoalmente. E eram assim os melhores Natais de sempre.

Sei que à medida que crescemos, há coisas que mudam. Outras ficam na mesma.

Este ano, querido Pai Natal, os miúdos aqui de casa, que também acreditam em ti e te esperam ansiosamente, voltaram a escrever-te uma carta: ela quer uns patins, ele quer um barco de piratas. Eles vão deixar-te, como de costume, leite, biscoitos e umas cenouras para as tuas renas, que devem vir estafadas.
Se estiveres muito ocupado, nós podemos tratar dos presentes, mas era maravilhoso se continuasses a trazer a magia e o sonho de natal, que no fundo, são as coisas melhores desta época.

E esperança, porque é a esperança que aquece os corações e que nos faz acreditar que amanhã vai ser sempre melhor.

Até ao Natal, e um beijinho especial


Sofia

 

 

5273a7433c3449d539599de0b2ed0dc8.jpg

 

 

 

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.