Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

29
Abr13

Desafio Leitoras e Gravidez II


Sofia Serrano

Porque o Desafio Gravidez lançado pelo Café, Canela & Chocolate foi também para as leitoras do blog, cá ficam mais partilhas sobre gravidez, parto e puerpério!

Responderam às perguntas:
- a Juca Madureira, é da Maia e tem um filho
- a Ana Henriques, é de Aveiro e tem um filho
- a Mariline Ramos, é de Faro e tem um filho
- a Carla Mesquita, tem três filhos (um filho e as gémeas) e escreve no blog Momentos e tem o Baú de Presentes
- a Filipa Pedro, tem uma filha, e escreve no blog Os bolos da Pipa
- a Ana Valgode, tem dois filhos e escreve no blog anocaslarocas



1- Gravidez normal ou de risco?

Juca Madureira - Tive uma gravidez com tudo para ser normal, às 28 semanas fui abruptamente acordada para uma gravidez de risco - RCIU (restrição de crescimento intra uterina) e teve de sair mais cedo ao fim de semanas, decidiu-se não arriscar mais.
Ana HenriquesGravidez normal depois de três tentativas falhadas 
Mariline Ramos -De "risco" porque foi concebido via FIV.
Carla Mesquita, Momentos  -A primeira normal, a segunda de risco por ser uma gravidez gemelar monocoriónica.
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - De risco numa fase inicial, até às 12 semanas (pós-ICSI).
Ana Valgode, anocaslarocas - As duas normais, se bem que na segunda estive alguns dias de repouso por causa de contracções muito precoces..


2-Gravidez passada a trabalhar ou de repouso?


Juca Madureira - Tive a oportunidade de experimentar as duas vertentes, trabalhei em projectos, mas no final da gravidez estive de repouso.
Ana HenriquesGravidez de 41 semanas, 40 das quais a trabalhar
Mariline Ramos -A trabalhar, até dois dias antes ( depois foi fim-de-semana!)
Carla Mesquita, Momentos  - Ambas a trabalhar, mesmo das gémeas, só fiquei em repouso (de baixa médica) duas semanas antes delas nascerem!
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - De repouso absoluto até às 12 semanas. Depois regressei ao trabalho até às 38 semanas, altura em que resolvi parar para me preparar para o parto.
Ana Valgode, anocaslarocas - A trabalhar muiiito na primeira e até à véspera, na segunda, estava em casa com a minha filha mais velha, com 2 anos na altura, mas fiz tudo até à última também!


 
 3- Diga um alimento que deixou de conseguir comer durante a gravidez e um que se tornou mais apetecido.


Juca Madureira -'Blarrrq: salmão; 'Nham 'nham: feijão!
Ana HenriquesNão deixei de comer nada e o mais apetecido talvez tenha sido mesmo o chocolate Milka Daim
Mariline RamosNão houve nenhum alimento que tivesse enjoado. E os apetecíveis foram o chocolate... Era uma tablette por dia ( até tenho vergonha...)
Carla Mesquita, Momentos  - Não deixei de comer nada, que me lembre. Mas depois da gravidez das gémeas passei a gostar muito de melão e pepino, que antes odiava!!!
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - Não me lembro de nenhum em específico que tenha de deixado de comer, embora tenha deixado de comer muita coisa devido aos enjôos fortes que tive toda a gravidez. O mais apetecido e que me consolava era gelado.
Ana Valgode, anocaslarocas - Deixei de tomar café porque me enjoava, especialmente no 1º trimestre e tudo o que era mais salgado e mais apurado sabia-me divinalmente...



4- Fez exercício durante a gravidez? Que tipo?


Juca MadureiraCaminhadas/passeios; exercício de preparação para o parto no Centro de Saúde.
Ana Henriques -Yoga e continuei a andar a pé.
Mariline RamosNão fiz nenhum exercício na gravidez. Tinha iniciado o ginásio na altura em que engravidei e não me senti bem uma vez e desisti. Quase nem andava, o meu trabalho é a menos de 5 minutos a pé.... Era inverno no final da gravidez e não tinha muita vontade de estar ao frio...
Carla Mesquita, Momentos  -Não fiz.
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa -Yoga.
Ana Valgode, anocaslarocas - Nada, só andar e na segunda gravidez brincar com a Carolina.



5- A gravidez fez com que mudasse hábitos do dia-a-dia?


Juca MadureiraNenhuns. Ou melhor, a casa de banho passou a ser a minha melhor amiga, tinha de haver sempre uma por perto.
Ana Henriques -Sim, fez com que deixasse de fumar, com que tivesse mais cuidado com a alimentação
Mariline RamosSim... Deitar muito mais cedo, deixar de fumar....
Carla Mesquita, Momentos  - Claro, completamente!!! Então com o nascimento das gémeas, a minha vida tornou-se um verdadeiro circo! 
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - Sim, reduzi muito os horários de trabalho, passei a chegar a casa mais cedo e deixei de trabalhar ao fim-de-semana. O resto da rotina manteve-se.
Ana Valgode, anocaslarocas - Não, nada, só tinha bastante mais sono.



6 - Qual foi a coisa que mais gostou da gravidez?


Juca MadureiraA evolução da barriga. Registei semanalmente e amei ver como cresce(mos)!
Ana HenriquesDiria tudo, mas em especial o facto de não saber se era rapaz ou rapariga.
Mariline RamosDa barriga e de sentir o bebe a mexer!
Carla Mesquita, Momentos  - Gostei muito da gravidez, mas para responder a esta questão, a primeira coisa que me ocorre é: as ecografias! Ver as meninas, sentir o seu coração é um momento inesquecível!
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - De ter barriga e de sentir a minha bebé.
Ana Valgode, anocaslarocas - Ver a barriga a crescer e sentir as bébés.


7- Como foi o parto? Se pudesse escolher o tipo de parto, o que teria escolhido?


Juca MadureiraEstava focada e convencida que teria um parto normal, era o que tinha escolhido. Mas o útero deixou de dilatar e passou a contrair, criando edema. Estava exausta e fui à faca. 17h depois de entrar em trabalho de parto, o meu filho nascia de cesariana.
Ana Henriques Foi cesariana e não foi nada como idealizado. Queria um parto 100% natural e acabou por ser cesariana.
Mariline RamosParto normal, com epidural. Graças a deus a epidural! Se não a tivesse teria optado por cesariana... Qualquer coisa que me tirasse as dores das contracções!
Carla Mesquita, Momentos  - Ambos os partos foram cesarianas. Na primeira gravidez, porque tinha a bacia estreita e o bebé não passava. Na segunda gravidez, porque tive uma pré-eclâmpsia. Se pudesse, escolheria parto normal, sem dúvida!
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - Foi parto normal mas complicado. Se pudesse escolher agora tinha escolhido cesariana.
Ana Valgode, anocaslarocas - Ambos parto normal, mas o da Carolina com epidural e o segundo, da Luísa normal, natural, sem nada!



8- Era capaz de ter um parto em casa?


Juca MadureiraNão me parece. A 'cagufa' assiste-me e muito. E sabendo que o parto pode complicar, imprevisivelmente, não arriscaria. Penso muitas vezes nas heroínas que deram à luz há séculos e décadas atrás, sem anestesias, nem cuidados básicos. Upa upa, não é qualquer uma.
Ana HenriquesClaro que sim.
Mariline RamosSim, sempre foi uma ideia, mas não deve ser fácil... Tens os seus pros e contras... Sem anestesia não o faria! ( mas só sei isso agora!)
Carla Mesquita, Momentos  - Nunca pensei nessa possibilidade a sério, por isso não sei responder...
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa - Jamais.
Ana Valgode, anocaslarocas - Na segunda gravidez e porque o parto foi em Inglaterra colocaram-me a questão, mas acho que, apesar de ter tido partos maravilhosos e sem médicos, me sinto mais confortável e segura num hospital.


9- Gravidez ou puerpério - o que é melhor?


Juca MadureiraA gravidez mentaliza-nos e faz-nos desejar o puérperio. Logo, o puerpério é um estado a que desejamos chegar durante 9 meses (sem saber o que nos espera). Definitivamente gozamos mais a gravidez de forma consciente; por sua vez, o puerpério, passamos em piloto automático à mercê dos horários desestruturados do nosso puérperio, completamente ensonadas, e a única lufada de ar fresco é o sorriso de um filho! Não saberia o que escolher.
Ana HenriquesCada fase tem os seus encantos.
Mariline RamosSem querer ser egoísta, gostei mais da gravidez. O puerpério foi um sofrimento... Cansada, sem me poder sentar, com pontos infectados, com um bebe que não sabia mamar....
Carla Mesquita, Momentos  - São ambas fases da vida de uma mulher muito intensas. Mas melhor é o puerpério, porque já temos connosco os bebés, por muito doloroso que isso possa ser para nós, mães e mulheres!
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa -Ambos. São acontecimentos diferentes igualmente com coisas boas e outras menos boas.
Ana Valgode, anocaslarocas - O puerpério, sem dúvida! A partir do parto tudo é melhor para mim, até porque não sou grande fã dos últimos meses de gravidez. É tão bom termos os nossos bébés no colinho! Adoro, adoro, adoro!



10- Amamentou? Porquê?


Juca MadureiraSim, durante 8 meses, até que meu filho começou a recusar o peito. Perdi leite naturalmente e no espaço de uma semana (coincidência ou não, quando se assinalava a semana da amamentação!). Tive o privilégio de ter leite e poder amamentar. Acho que são as primeiras defesas do bebé e a herança imunitária que a mãe lhe transmite. Sou pró-aleitação por todas as vantagens e mais algumas, e tenho lido vantagens em prolongar até aos 12 meses de vida, se possível. Quando deixei de amamentar, percebi que as vantagens mais óbvias eram: o leite está sempre pronto, à temperatura ideal e não tem validade, é imediato e super económico. Tem os seus desconfortos (por exemplo, verter muito leite e ter sempre de usar absorventes que teimavam em sair do sítio), mas para mim, as vantagens superaram.
Ana Henriques -Amamentei até aos 9 meses, porque só vejo vantagens na amamentação. Do factor económico, ecológico, prático.
Mariline RamosAmamento! Porque acho que cria um elo enorme entre Mae e filho e além disso é o mais saudável para o bebe! Espero conseguir amamentar em exclusivo até aos 6 meses... Ja tenho uns litros de leite no congelador!
Carla Mesquita, Momentos  - Amamentei os meus três filhos, porque me parece natural! Amamentei as gémeas em exclusivo, até aos 2 anos, porque decidi parar por ocasião de um antibiótico qualquer que tive de tomar (mas poderia ter continuado, só que achei que seria a altura ideal para tomar essa decisão!).
Filipa Pedro, Os bolos da Pipa -Sim. Porque era o melhor para a minha filha nos mais variados aspectos.
Ana Valgode, anocaslarocas -Sim, das duas até aos 6 meses, porque acho muito bom para o bébé e felizmente sempre tive leite e nunca tive dificuldades a amamentar. Se podia, porque não? Foi o que pensei...


Obrigado por terem aceite o desafio!

Podem ler aqui o Desafio Leitoras e Gravidez I.

Os outros Desafios:

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.


2 comentários

Comentar post

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D