Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

04
Mai14

Os super-poderes das mães


Sofia Serrano


Somos mães. 
Super-seres, geneticamente e emocionalmente preparados para os desafios do dia-a-dia, com capacidade extrema de processar informação e responder a um elevado ritmo. Capazes de coisas extraordinárias, pelos nossos filhos e para os nossos filhos.
Conseguimos ajudar um dos filhos a fazer os trabalhos de casa, enquanto o mais pequeno desenha sentado ao nosso colo e com a mão livre continuamos a escrever no computador, para conseguirmos terminar aquela apresentação importante que temos esta semana. E entretanto já pusemos o almoço no forno, e preparamos as coisas para uma ida à praia à tarde.
Somos nós que ouvimos quando eles tossem à noite, ou têm pesadelos, ou perderam a chucha (e somos nós que nos levantamos). Que passamos a noite acordadas quando eles estão doentes.
Somos nós que sabemos onde estão os medicamentos, e a dose correcta para cada um dos filhos. E que nos lembramos das horas a que demos o xarope a última vez, mesmo sem termos apontado.
É para o nosso colo que eles correm em busca de consolo quando se magoam. É sempre a nós que pedem água ou comida quando chega a fome. E também somos nós que sabemos sempre onde está a mochila da escola e a lancheira, e a farda. Não nos esquecemos das horas a que eles entram na escola, das horas a que saem, dos dias em que têm ballet. E somos nós que telefonamos aos pais, a lembrar que os têm de ir buscar naquele dia.
Quando vamos ao supermercado, nunca nos esquecemos dos iogurtes ou das bolachas preferidas deles (mesmo que não nos lembremos de trazer para nós aquelas sementes que nos fazem bem). E conseguimos fazer as compras sozinhas com os dois (mesmo que isto implique muita ginástica e um monte de aventuras).
E à noite, mesmo que seja o pai a contar a história, damos sempre um beijo e um abraço apertado, porque eles são parte de nós. E aconchegamos-lhes a roupa da cama antes de nos irmos deitar.
Somos mães. Temos super-poderes que antes não sonhávamos poderem existir.
E um dia para nós não chega.
Porque todos os dias são dias das mães.



9 comentários

Comentar post

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.