Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

12
Jun17

Sobre a escola destes dias


Sofia Serrano

school-hols_3567463a-large.jpg

 

Ando aqui a tentar perceber porque é que miúdos do 1º ano estão nervosos e ansiosos com testes. Porque é que os 2º ano já aprendem frações (sem maturidade para tal). Porque é que no 3º ano têm uma quantidade de matéria inacreditável de estudo do meio, que aprendem quase sem tempo para respirar (e consolidar conhecimentos).

Porque é que passam a maior parte do dia sentados - e quando se levantam, para ir para casa, ainda levam um monte de TPC, que os obriga a voltar a sentar-se até à hora de jantar, para depois se irem deitar, para no dia seguinte repetirem tudo. Porque é que as aulas de ginástica são poucas e o tempo para brincadeira livre menos ainda. Porque é que não há tempo para conversar, para discutir ideias, para contar histórias, para sair e conhecer o mundo.

 

Ando para aqui a pensar, sem encontrar resposta possível, porque é que tratamos os nossos filhos, no sistema escolar, como empregados de uma fábrica qualquer, em que todos são avaliados da mesma maneira, todos têm de saber fazer as mesmas coisas, todos têm de ter as mesmas competências.

Porque é que os fazemos acreditar que a coisa mais importante na vida é o teste de português ou de matemática, e que se não tiverem a nota mais alta possível, cai o Carmo e a Trindade. Porque é que nós e esta escola lhes criamos ansiedade, preocupação, stress noites sem dormir.

 

 

Ando para aqui a pensar porque é que não se valoriza cada aluno individualmente, porque é que não se dá espaço para cada um crescer na área que mais gosta. Porque é que os alunos, os nossos filhos, não saem das salas para conhecer o mundo. Porque é que não brincam mais, não correm mais, não conversam mais. Porque é que não imaginam mais. Porque é que não encontram o seu espaço no mundo, com calma, alegria, tranquilidade, sem rankings, exames, quadros de honra.

 

Ando para aqui a pensar que a nossa escola está a acabar com a criatividade de cada criança. A limitá-los aos objetivos de um sistema. Cada criança é única, especial. E tem dentro dela potencial para ser feliz.

Ando para aqui a pensar:

Porque é que, todos juntos, não mudamos a escola dos nossos filhos, para que todos possamos ser mais felizes?

 

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.