Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

07
Jul17

Desculpem, mas não consigo ser o que esperam de mim


Sofia Serrano

Cgqnx7dWsAASjf2.jpg

 

 

Não consigo ser a blogger que esperam que seja. 

 

Não consigo ter uma vida perfeita, daquelas que aparecem em tons suaves no instastories, com uma música de fundo bonita - a maior parte dos dias faço coisas extremamente aborrecidas para o instagram, como as rotinas do dia a dia, o trabalho, as idas ao supermercado, as tentativas de ser uma boa mãe que nem sempre correm bem. Tenho as responsabilidades do trabalho, as responsabilidades de mãe, as responsabilidades de cidadã, e tento dar o meu melhor em todas elas - mesmo que isso signifique que não haja tempo para sessões fotográficas ou para aparecer numa série de novos sítios e festas, que esperam que as bloggers estejam.

 

Não consigo estar presente nos eventos das marcas, para provar o croquete (ou iguarias mais requintadas) e colocar fotos dos produtos que estão a querer que venda nas redes sociais, em troca de um fato de banho novo ou da nova marca de cremes.

 

Não consigo escrever sobre coisas em que não acredito, mesmo quando me tentam convencer que de forma camuflada tudo se vende - e eu se eu o fizer, posso ganhar bom dinheiro. Lamento, mas não sou eu.

 

 

16
Mai17

O nosso fim de semana "desconectados"


Sofia Serrano

DSC_0175.JPG

 

 

Foi um desafio lançado pelo canal A&E Portugal, a propósito da estreia da nova temporada de "Desconexão Total" esta quarta feira, dia 17, às 22:30. Na série, vamos acompanhar a história de famílias que abandonam a vida urbana e se aventuram no mundo rural. E a mudança é enorme!

 

Nós fomos desafiados a passar um fim de semana semelhante aos dias das famílias da série: "desconectados" da cidade e "conectados" ao campo. Fomos para um lugar maravilhoso na zona de Seia: Chão do Rio, em Travancinha. Com casas de pedra e telhados de colmo, à volta de uma piscina biológica de águas cristalinas, uma quinta com oito hectares, árvores antigas, grandes maciços em granito, cogumelos e flores raras. 

 

Chegámos já tarde, na sexta feira, e acabámos por não conseguir parar para jantar, porque viémos a confiar nas indicações do gps e perdemo-nos! Mas a querida Catarina, do Chão do Rio, não só nos levou facilmente para o sítio certo com as suas indicações, como ainda nos levou ovos das galinhas da quinta e alfaces da horta, bem como um extraordinário vinho para que pudessemos improvisar um jantar. Fomos tratados como família por todos. E que bem que soube comer com a lareira acesa e depois adormecer no silêncio do campo!

 

DSC_0015.JPG

 

 

Como o desafio era "desligar" do ritmo da cidade, apesar de haver wi-fi e televisão nas casas, deixamos telemóveis, computadores e televisão de lado (à exceção do festival da canção, que tínhamos mesmo de ver!) e aproveitamos em pleno os dias no campo, com tempo para explorar e conviver.

Acordamos com os galos, comemos um pequeno almoço delicioso deixado num cesto na nossa casa (com iguarias da beira!) e depois fomos ajudar a D. Emília a amassar o pão - que é uma simpatia! Todos pusemos as mãos na massa e após deixar repousar, ajudamos a preparar o forno a lenha e a colocar o pão a cozer.

 

27
Jan16

Das coisas que me faltam para ser uma blogger de sucesso


Sofia Serrano

 

Ter um blog de sucesso continua a ter muito que se lhe diga.

E parece que eu continuo em falta em passos fundamentais. Já tinha falado sobre este assunto antes mas ontem tive uma nova luz sobre o assunto.

 

Mais do que ter conteúdos interessantes ou boas fotos, dizem-me que para o meu blog ser mesmo um blog de sucesso, o que preciso é de uma agência. Uma agência para gerir o meu blog.  E que preciso de fazer os posts publicitários que os senhores da agência entenderem. Ou até que eles os escrevem por mim para me facilitar a vida.

Parece, segundo esses senhores, que ninguém quer saber se falo de maternidade ou de coisas de médicos, se dou a minha opinião sobre um destino giro de férias ou se digo que gosto de comprar roupa nos saldos e sugiro peças que não são patrocinadas.

O que se quer, para o blog se tornar um mega sucesso, é que fale de produtos para lavar a louça, de sites para comprar casas ou de como desentupir o nariz das crianças com o medicamento x ou Y - mesmo que eu ache sem sentido falar disto no blog, mesmo que eu não me identifique de todo com os produtos. Dizem eles. Vender a metro posts, espaço publicitário, fotos, vídeos. Assim é que consigo aparecer em programas de televisão e sair em revistas, ter rapidamente milhões de visualizações e tornar-me num sucesso.

 

Eu digo que adoro escrever no blog. Que adoro a liberdade.

E agradeço a atenção, mas vou continuar fiel ao meu registo. Sim, vão-me continuar a faltar coisas para ser uma blogger de sucesso. Mas não faz mal. Gosto tanto de escrever aqui que não me importo se saio na Caras ou na Visão e não me interessa ganhar dinheiro a vender coisas em que não acredito.

Era isto.

(pronto, já podem dizer que tenho mau feitio, eu digo que continuo a gostar das coisas genuínas)

image.jpeg

 

 

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

capa_formato_real-04.jpg

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.