Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

07.02.13

Quando se está de urgência...


Sofia Serrano
Fecham uma pessoa (eu) a trabalhar 12 a 24 horas seguidas, num sítio onde existe uma máquina daquelas de venda de chocolates ( de vários tipos!!!).
E pronto, o que tem de acontecer, acontece.
(é dia de urgência, hoje posso abusar!)


Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.

06.02.13

João Pedro Silva - um português nos EUA


Sofia Serrano
Chama-se João Pedro Silva.
Nasceu em Lisboa e cresceu em Oeiras, junto à praia. Quando era pequeno, queria ser piloto de Fórmula 1 ou pilotar aviões. E queria usar fato e gravata.
Formou-se em Gestão e Administração de Empresas na Universidade Católica Portuguesa, e durante o curso, embarcou no programa Erasmus, rumo à Dinamarca, uma experiência que lhe abriu horizontes e marcou as escolhas da sua vida.
Começou por trabalhar numa consultora de marcas, a MyBrand,onde diz ter aprendido muito com todos os seus colegas, desde designers a economistas doutorados, nas áreas de estudos de mercado e criação de marcas, entre outras. 




Após quatro anos, sentiu que era altura de fazer o MBA (Master Business Administration). E queria concretizar o sonho de trabalhar fora de Portugal.
Entrou em Kellogg, em Chicago, e fez o seu MBA lá. Depois, candidatou-se à Microsoft e acabou por se mudar para Seattle, onde planeava ficar dois anos e depois voltar ao seu país. 
Mas a vida trocou-lhe as voltas e foi ficando nos EUA - continuou na Microsoft mas mudou-se para São Francisco, e agora já tem o seu cartão de residente permanente.
Gosta de viver em São Francisco porque lhe lembra a sua Lisboa, com as suas colinas, a luz do sol, a ponte e os eléctricos. Por lá, fez bons amigos americanos, e portugueses também.
Descreve os americanos como inteligentes, mas acha que lhes falta conhecimento geral sobre a realidade do mundo, muito por culpa dos media. Admira a ambição que os caracteriza e o facto de não terem medo de arriscar. E admira a capacidade de trabalho : em São Francisco, tem 13 dias de férias, 30 minutos para almoço diário, as reuniões começam a horas certas e as pessoas chegam antes de começar. E os resultados são muito valorizados.
Gostava que os portugueses tivessem mais ambição. Diz que a saudade nos prende demasiado ao passado e é preciso mudarmos e moldarmos nós próprios o nosso futuro. Admira os amigos que por opção ficaram em Portugal e têm vontade de mudar o país e o tornar melhor. Diz que precisamos de uma revolução pacífica, e de pessoas competentes, com visão, para uma reforma completa.


Gosta de correr e em 2012 completou a sua primeira maratona. Viajar também é uma paixão e acabou de riscar o número 31 e 32 (Peru e Argentina) da sua lista de países a conhecer.
Gosta de ler o "Economist", que diz que o ajuda a manter uma perspectiva global e o "Scientific American", para satisfazer a sua curiosidade, o seu lado mais "geek" e estar informado sobre os mais recentes avanços na ciência (sabiam que já não é óbvio que eliminar radicais livres beneficie a nossa saúde e longevidade?). E gosta de idealizar e lançar projectos pessoais na Internet.
Sente falta da família, dos amigos e da comida, mas não faz parte dos seus planos a curto prazo regressar a Portugal. 
E gostava de lançar a sua própria empresa.


Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.

04.02.13

Actividades Radicais


Sofia Serrano
Na adolescência achava piada ao radical - ser radical era ser fixe, e ser fixe era bué da fixe.
Mas o mais radical que fiz (para além de bodyboard e escalada) deve ter sido andar naquela coisa da Isla Mágica com uma vista fabulosa de Sevilha - uma vez lá em cima já não há volta a dar e é sempre para baixo. E já não era adolescente. Adiante.




Agora o conceito de radical mudou radicalmente para mim.
Passo a explicar: ser mãe muda toda a perspectiva de vida. 
De repente, tudo parece EXTREMAMENTE perigoso. 
Uma bicicleta é uma brincadeira ultra arriscada. 
Uma trotinete então nem se fala. 
Andar de baloiço é quase equivalente a ir à lua.
E um parque infantil inteiro...ui,começo logo com suores frios.
Mas a M. é uma menina. E as meninas até são calmas e ajuizadas - vejo eu, agora.
Porque o mais pequeno cá de casa - que ainda não tem um ano, esse, sim, é o radical. E neste momento consegue fazer uma espécie de bunjee-jumping da espreguiçadeira, coisa que eu não sabia possível. Entre outras coisas que não posso contar aqui.
Lá se foi a minha teoria que os parques para os miúdos são muito limitativos - já lá está dentro, para não acontecerem azares, e aposto que daqui a nada está a arranjar uma maneira de sair.


(foto: Chicco)

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.

03.02.13

Crocs para o Verão


Sofia Serrano
As Crocs surgiram há cerca de 10 anos e num instante tornaram-se na moda do verão para os pés (de grandes e pequenos).
Eu confesso que não sou grande adepta das tradicionais Crocs. Porque, na realidade, estas crocs aqui:

...são muito, MUITO parecidas com estas minhas aqui (que equivalem a TRABALHO!!!):


Portanto, ir para a praia de socas de Bloco Operatório (é o que a minha mente me diz!) não me dá grande prazer.
Mas finalmente, há Crocs mesmo giras para este Verão.
Ora espreitem a nova colecção (Huarache), bem colorida e que dá vontade de correr para a praia:





Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.

02.02.13

Rugas e cabelos brancos


Sofia Serrano
Confesso que não tenho pânico a rugas e cabelos brancos.
Gosto de pensar que envelhecer dá sabedoria e charme.
Os meus primeiros cabelos brancos apareceram quando andava a estudar o Harrison - que para quem não sabe, é "o livro" de estudo para o exame de acesso à especialidade, a nossa dor de cabeça médica, e a prova para conseguirmos entrar na especialidade desejada. E portanto, foram cabelos brancos bem ganhos, porque consegui entrar para Ginecologia e Obstetrícia.
Depois apareceram mais alguns quando fiquei grávida da M. e agora há pouco tempo, quando estive grávida do P. Mas ainda tenho o meu castanho original. E quanto aos cabelos brancos...quando vejo um, arranco-o sem dó nem piedade (e tem corrido bem até agora!).
Rugas tenho a sorte de não ter muitas, apesar de me estar sempre a rir. Ou talvez seja por ter ar de miúda - as senhoras de mais idade, nas consultas, continuam a tratar-me muitas vezes por "menina".
Há por aí mais gente a envelhecer. E lembrei-me de ir ver como estão as top models da altura em que eu era adolescente, as grandes divas da beleza. Ora espreitem 1991 vs 2012: 

 Claudia Schiffer

Kate Moss

Cindy Crawford 

Naomi Campbell

Continuam com estilo - e giras.
Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.

01.02.13

A máscara perfeita


Sofia Serrano
Eu gosto do Carnaval.
Gosto das máscaras, de fingirmos que somos outra coisa, das partidas. E gostava dos estalinhos, da farinha e dos balões de água - se bem que era quase sempre eu a fugir deles, mas vá, olhando para trás, até era divertido.
E como o meu aniversário é perto do carnaval, festejei muitas vezes mascarada.
Agora o carnaval ...é muitas vezes no ano, porque máscaras (em particular de princesa) são coisas que não faltam por aqui e a M. adora brincar mascarada.
Este ano, estive a pensar e descobri a máscara perfeita (para mim!). E o cenário envolvente adequado.
Não sou esquisita : um bikini, uma prancha e praia (vá, tropical, que água quente relaxa!). E pronto, seria o Carnaval perfeito.

(foto: Google imagens)

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.

Pág. 3/3