Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

17.04.13

A maior parte dos dias


Sofia Serrano
A maior parte dos dias não uso maquilhagem. 
Não ponho base, blush ou rimel. 
Não vou ao cabeleireiro nem ando sempre bem penteada.
A maior parte dos dias não uso roupa "fashion" nem salto alto. 
Ou bijutaria gira. 
A maior parte dos dias mudo a minha roupa uns 30 minutos depois de a vestir, para uma farda verde, tiro os anéis, o relógio e os colares e calço umas socas de plástico. 
Ponho uma touca no cabelo e uma máscara.
A maior parte dos dias ajudo os bebés a nascerem. Ou opero quem precisa e faço a diferença. E sou feliz. Mesmo não estando ultra-produzida nem na moda, sinto-me a mulher mais bonita do mundo.



Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.
16.04.13

Desafio Bloggers e Gravidez VI


Sofia Serrano
A gravidez e o parto são alturas marcantes na vida do casal. 
Estar grávida e ter um filho muda-nos.
O Café, Canela & Chocolate continua a lançar o Desafio Bloggers e Gravidez - porque cada gravidez é única,  a Rita Mendes, Barriga Mendinha e a Catarina, I feel green, partilham as suas experiências connosco!






1- Gravidez normal ou de risco?


Rita Mendes, Barriga Mendinha
Ambas normais, normalissímas felizmente. Sempre fiz tudo e até continuei, até ao fim a tocar pontualmente como dj ;)

Catarina, I feel greenForam as duas normais, embora na primeira tenha descoberto na ecografia morfológica que tinha artéria umbilical única, que obrigou a exames complementares para identificar possíveis anomalias fetais ao nível dos rins e coração. Correu tudo bem, mas foi um susto! A segunda, correu dentro da normalidade.


2-Gravidez passada a trabalhar ou de repouso?


Rita Mendes, Barriga Mendinha - A trabalhar como dj, rp, apresentadora... um verdadeiro " canivete suíço" :)

Catarina, I feel green Ambas a traballhar até ao fim, mas como trabalho por conta própria pude gerir o meu tempo de acordo com o meu ritmo, verdade seja dita, não foi muito diferente do normal. Nunca me senti muito cansada ou pesada, a minha única limitação foi apenas na primeira gravidez e no primeiro trimestre, que passei muito tempo deitada, não por cansaço, mas por má disposição e enjoos fortissímos, sentia-me doente e não grávida, mas no fim do primeiro trimeste, como por milagre desapareceram de um dia para o outro.



3- Diga um alimento que deixou de conseguir comer durante a gravidez e um que se tornou mais apetecido.


Rita Mendes, Barriga Mendinha - Começei a adorar ovas .... algo que odiava antes... ainda hoje em dia aprecio, mas nada de parecido com a época da gravidez em que comia um vez por semana..

Catarina, I feel green Em nenhuma das gravidezes enjoei alimentos, mas na primeira passou a apetecer-me muitas vezes bife com esparguete, uvas, melão e gomas de amoras, alimentos que antes de estar grávida não gostava mesmo, aliás as gomas continuo a não gostar. Na segunda, voltei a ter vontade de comer bife com esparguete, mas apenas isso.



4- Fez exercício durante a gravidez? Que tipo?


Rita Mendes, Barriga Mendinha - Pouco mas bom... Durante a gravidez do Afonso Luz pratiquei Yoga, 2 anos depois, aquando da Matilde Estrela e, por efetivamente andar mais ocupada com trabalho, mantive-me em forma com caminhadas na praia e umas quantas aulas de pré-parto.

Catarina, I feel green A única coisa que fiz, mas já fazia antes, foram caminhadas.


5- A gravidez fez com que mudasse hábitos do dia-a-dia?


Rita Mendes, Barriga Mendinha - Completamente. Mas não só a gravidez, a própria maternidade muda tudo. Horários, prioridades, perspectiva do que é o cansaço....

Catarina, I feel green - Não, não alterei nada.


6 - Qual foi a coisa que mais gostou da gravidez?


Rita Mendes, Barriga Mendinha - A sensação dos bebés a mexer, a dar pontapés, a fazerem-se sentir, mesmo antes de estarem cá fora ;)

Catarina, I feel green Tirando os enjoos da primeira, adorei tudo, adorei mesmo muito estar grávida das duas vezes. A barriga a crescer, o bebé a mexer, o entusiasmo de preparar a chegada dos meus filhos foram das fases mais bonitas da minha vida e das quais estou muito grata. Como lhes costumo dizer: Comecei a amá-los ainda antes de os conhecer.


7- Como foi o parto? Se pudesse escolher o tipo de parto, o que teria escolhido?

Rita Mendes, Barriga Mendinha - Ambos foram naturais... mas o primeiro foi parto na água. Sem um único analgésico..

Catarina, I feel green Foram ambos cesariana, na primeira sem nada prevêr as águas romperam às 36 semanas de dois dias, e como o bebé entrou em taquicardia fetal, fui colocada na sala de partos em 5 minutos e só tive tempo de escolher se ficava acorda ou a dormir, nem sabia que a dormir seria uma hipótese... só
respondi que queria ficar o mais acordada possível, foi o segundo grande susto desta gravidez, a segunda também foi cesariana, mas isso eu já sabia quando engravidei. Queria tentar ter os dois próximos e como consegui engravidar 10 meses depois da primeira, já sabia que teria de ser dessa forma. Mas se escolhesse, seria parto natural, sem dúvida.


8- Era capaz de ter um parto em casa?



Rita Mendes, Barriga Mendinha - Essa hipótese foi colocada em cima da mesa, mas sempre achei que era um risco demasiado grande...

Catarina, I feel green - Não, não mesmo. Embora respeite e já tenha lido muito sobre o assunto, não me sentiria segura nem por mim e muito menos pelo bebé, não dúvido que seja mágico, mas o parto hospitalar é na minha opinião muito mais seguro e hoje acho que muito mais humanizado do que quando se passou do parto em
casa para a maternidade.


9- Gravidez ou puerpério - o que é melhor?


Rita Mendes, Barriga Mendinha - Ambos com os seus prós e contras. A Gravidez é maravilhosa mas por vezes as alterações físicas e hormonais dão " cabo" da nossa auto estima e cabeça. Depois, temos o nosso bebé nos braços, mas é uma época de adaptação geral em que muitas vezes nos sentimos sozinhas nessa nossa descoberta e temos que ser muito fortes para saber gerir as emoções.

Catarina, I feel green Uma é a consequência da outra, embora as gravidezes sejam muito mais tranquilas, nada se compara à magia de termos o nosso bebé perto de nós e fora de nós. Claro que a preocupação é muito maior, mas ouvir o choro, o sugar da chucha e da mama, sentir o cheiro e a temperatura do nosso bebé contra nós é muito mais fascinante do que a gravidez. Gostei muito de viver em exclusivo para os meus filhos nesse período, com o meu segundo
filho, não pude viver esta fase tão intensamente também pelo facto de ter outro muito pequenino também a precisar da mãe.


10- Amamentou? Porquê?


Rita Mendes, Barriga Mendinha - Sim, claro. Em ambos os bebés à volta de 4 meses, só porque profissionalmente os horários começaram a a tornar-se uma grande prisão. Se tivesse escolhido, tê-lo-ia feito até aos 8, 9 meses... 
Benéfico tanto para os bebés que criam anticorpos contra muitas doenças como para a recuperação da própria mamã...

Catarina, I feel green - Sim, na primeira amamentei em exclusivo até ao seis meses, quando comecei a introduzir os sólidos ele rejeitou a mama e qualquer outro tipo de
leite. Só passou a beber bem leite depois dos 12 meses. Foi uma altura complicada para os dois, eu porque tinha leite, ele porque não queria nem o meu, nem outro... Na segunda amamentei até aos seis meses, mas a partir do 2º mês foi necessário suplemento, depois dos sexto mês fui ficando sem leite.
Amamentei porque é o melhor para ambos, principalmente para o bebé e, é uma forma de não quebrar repentinamente um elo tão visceral que começou na nossa barriga.



Obrigado por terem aceite o desafio!
A parte I, II, III, IV e V do desafio aquiaquiaqui, aqui e aqui.

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.




14.04.13

Primavera!


Sofia Serrano
Que bem que soube a chegada da Primavera, com este sol maravilhoso e temperaturas muito agradáveis!
Meio mundo correu para as esplanadas e outro meio para a praia.
As andorinhas também já andam por aqui, e sente-se o cheirinho a flores!
Onde quer que tenham estado, aposto que amanhã vão trabalhar muito mais bem-dispostos, com as baterias recarregadas.
Por aqui também andamos a aproveitar o sol:




Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.
13.04.13

Grávidas #14 : pernas bonitas na gravidez


Sofia Serrano
A gravidez é uma altura de risco para o aparecimento de varizes ou para o agravamento das já existentes. 
A "culpa" é do ambiente hormonal próprio desta fase e com o avançar da gravidez, a compressão e peso que a barriga exerce também ajuda.
As varizes são veias dilatadas, com um volume aumentado, que se vão tornando tortuosas com o avançar do tempo, e que têm como função levar o sangue de volta ao coração. Dentro das veias existem válvulas, que impedem o retorno venoso para as extremidades - quando as válvulas não se fecham adequadamente, a quantidade de sangue dentro das veias começa a aumentar e elas dilatam.
Em termos de sintomas, as varizes podem originar dor, cansaço e sensação de pernas pesadas, em particular no final do dia ou quando as temperaturas começam a subir.




Truques para prevenir o aparecimento ou agravamento das varizes na gravidez:

- praticar exercício diariamente: caminhar é excelente. E com o bom tempo aí a chegar, passear à beira-mar junto à água é óptimo, e a água fria também ajuda em termos de sintomas as pernas pesadas e cansada.

- deitar-se virada para o lado esquerdo (a veia cava inferior está localizada do lado direito e é a responsável por levar o sangue de volta ao coração da metade inferior do corpo, logo se nos deitarmos para a esquerda, o útero não a comprime e a circulação melhora).

- ao sentar-se, evitar cruzar as pernas. Sempre que possível, descansar com as pernas elevadas.

- evitar estar muito tempo de pé.

- evitar depilações com cera muito quente.

- não usar roupas muito apertadas.

- no final do duche, passar o chuveiro com água frias nas pernas melhora a circulação e alivia os sintomas.

- não usar sapatos de salto alto, nem rasos: um salto médio auxilia o retorno venoso e melhora a circulação.

Nalguns casos, o médico recomendará uso de meias elásticas/de compressão adequadas à grávida, que podem ser até ao joelho ou até à coxa, dependendo da situação. Também há medicamentos específicos que podem ajudar.
Há também vários tipos de collants de descanso para grávidas que podem ser uma boa ajuda para quem tem a sensação de pernas pesadas e edemas no fim do dia.
De qualquer maneira, é sempre boa ideia aconselharem-se com o vosso médico.

Aaahhhhh... e sempre podem convencer o marido a fazer umas massagens às pernas no fim do dia - miminhos de grávida!

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.

11.04.13

Coisas importantes que uma mãe tem de saber


Sofia Serrano
Uma mãe tem de ser multitasking.
Trabalhar, cozinhar, limpar a casa, brincar com os filhos, ir às compras, levar e buscar os miúdos à escola, dar-lhes banho, vesti-los, alimentá-los, mimá-los, mimar o marido, ter tempo para ela...enfim. Montes de coisas. Ah, e dormir, de vez em quando. E depois tudo em modo repeat. 
Pronto, de vez em quando, há alguma coisa que falha.

Mas eu claramente não estava a ser uma boa mãe. Pelos menos aos olhos da minha filha, que achou que a mãe não saber o nome das personagens da Mia (uns desenhos animados que ela vê, com uma fadas e uns cavalos, ou melhor, unicórnios) era uma verdadeira vergonha. Pronto, lá por eu chamar umas quantas vezes Auchan ao cavalo, perdão, unicórnio da menina (sim, vou muitas vezes ao Jumbo, o que é que querem?) agora preciso de um curso intensivo?
Parece que sim.
Ontem convenceu-me a sentar uns 30 minutos com ela no sofá em frente aos "Mundos de Mia" - e cada vez que aparecia uma personagem, ela, muito cuidadosamente ia explicando tudo. E depois repetia várias vezes durante o episódio os nomes, só para ter a certeza que eu não me esquecia. Mas bolas, não podiam chamar nomes mais simples àquele pessoal, tipo Maria, Joaquim e Manel? Não. É o Auchan ou Onchau ou lá o que é. E a Yoko ou Yuku (já não sei bem...).
O que uma mãe tem de saber.



Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.
10.04.13

Dúvidas na gravidez


Sofia Serrano
Se quiserem esclarecer algumas questões que nos surgem enquanto grávidas, mas que nem sempre temos coragem de perguntar aos obstetras, espreitem este post aqui, da Maegyver, com as minhas respostas!



Para seguir o café, canela & Chocolate no facebook é aqui.
10.04.13

Cheirinho a Verão


Sofia Serrano
Dizem que chega para a semana.
Se pelo menos tivermos sol e temperatura mais amena, já fico feliz. Estou mortinha por tirar do armário a roupa de Inverno, que teima em ser necessária. E confesso que já não posso ver botas e casacos.
A M. passa a vida a perguntar quando é que pode vestir tops e saias sem collants. E estou cheia de vontade de ver o P. de calções e perna à mostra!

E coisas giras que por aí andam para vestir os miúdos para o tempo que se aproxima:




















Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.

08.04.13

Margarida : sabores algarvios


Sofia Serrano
Chama-se Margarida.
Nasceu em Faro, mas foi em Tavira que cresceu.
Quando era pequena, gostava de
 brincar ao ar livre, especialmente na praia, fosse Verão ou Inverno. Mas também adorava brincar com bonecas e praticamente obrigava o seu irmão mais novo a montar casinhas de bonecas nos tapetes e a brincar com ela.
Mais tarde virou-se para a cozinha e para o "mundo dos grandes". Passava horas a folhear as tele-culinárias da mãe, a agrupá-las por datas, por temáticas. Nessa altura dizia que queria ser polícia, e mais tarde resolveu que afinal seria professora.
E foi desde cedo uma apaixonada pela culinária e pelos sabores, e aprendeu a cozinhar com a mãe e as avós ( a sua avó ainda hoje fala do primeiro bolo que fez!). Cresceu a ir com a  avó paterna para o mercado, onde do alto de uma caixa de fruta ajudava a colocar os pesos na balança, a escolher a fruta e os legumes, a tentar entender toda aquela magia da troca de moedas por comida.
Diz que andava sempre com a cabeça nas nuvens, e imaginava-se constantemente a criar coisas para as pessoas. Ainda não sabia bem o quê, mas o seu espírito criativo estava lá.


Acabou por se formar em Comunicação e Marketing. Mas nunca largou o mundo dos sabores. A ideia de criar um blogue surgiu por acaso. Participava na altura num fórum da Bimby onde partilhava as suas receitas e fotografias mas sentia necessidade de muito mais. Sentia necessidade de escrever, de partilhar saberes e vivências, de levar mais longe a cultura gastronómica da sua terra. Daí ao inicio do figo lampo foi um instante.
Depois, surgiu o Cake a Wish, o seu espaço dedicado à decoração de bolos. Iniciou-se como curiosa na decoração de bolos com pastas de açúcar em 2008, e aproveitava as festas familiares para criar os seus bolos. Mas a maternidade ocupava-lhe muito tempo e deixou os bolos um pouco de parte. Muito mais tarde, quando ficou desempregada frequentou cursos e workshops de Cake Design e começou a fazer bolos para amigos e familiares. Quando pensou em partilhá-los, surgiu o Cake a Wish.
A sua inspiração nesta área vem das três mulheres que a ajudaram a começar: a mãe e as avós. Muitos anos depois dá por si a seguir orientações, truques e procedimentos que lhe foram transmitindo na cozinha. 


Pão-de-ló húmido, figo lampo

Doces, figo lampo

Gosta da funcionalidade e da praticidade e da Bimby, que conheceu pelas mãos do marido, após o nascimento da filha. Nessa altura revelou-se a aliada perfeita na maiximização do pouco tempo que tinha para cozinhar. Daí em diante tornou-se fundamental nas sopas, purés e cremes, batidos e sumos naturais, em algumas massas e em alguns doces. Apesar de usar a Bimby quase todos os dias, cozinha bastante da forma tradicional, especialmente os pratos mais tradicionais. Diz que a magia provém precisamente da sua envolvência nos cozinhados. Cortar, juntar, ligar, envolver, mexer, tapar, destapar, cheirar, provar, temperar, é isto que a fascina. Com a Bimby isso não acontece. Não faz sentido para a Margarida fazer xarém senão num tacho de barro, por exemplo.
Portugal é o seu país preferido, em termos de cozinha, depois a Itália e a Grécia.
Adora fazer doces. Mas é nos pratos salgados onde investe a maior parte do tempo que passa na cozinha e acaba por se deixar levar pela curiosidade de novos sabores, novas combinações. Não dispensa o azeite, a flor de sal, os orégãos, o tomilho, o manjericão, os coentros, o caril, o gengibre, a canela.



Pão de Alfarroba e Sopa de Feijão, figo lampo

Adora brincar com os filhos e vê-los crescer. Gosta de ler, escrever, fotografar, de viajar, de conhecer, de experimentar outras culturas. De criar, de imaginar, de desenhar. Gosta de cozinhar e, mais ainda, de comer. Gosta de estar com amigos. Gosta de ir ver o mar, sempre. Gosta de praia. De rir.De tardes de inverno no sofá junto à lareira.
E quer viver intensamente o presente. Dedicar o máximo de tempo possível aos filhos e ao que lhe dá prazer fazer.



E especialmente para quem lê o Café, Canela & Chocolate, a Margarida deixa uma receita com chocolate: 

Brownies com pimenta e nozes, intensos e perfeitos para acompanhar uma chávena de café ou chá. 




Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.
O figo lampo no Facebook aqui e o Cake a Wish aqui.


06.04.13

Beach Boys


Sofia Serrano
Afinal o frio polar passou aqui ao lado. 
Ou parou ali na praia para dar um mergulho, mas tal é a concentração de caravelas portuguesas por aqui que se deve ter ido embora.
O sol brilhou, a temperatura esteve para cima de muito agradável e no ar ainda anda aquele cheirinho a flores. 
Primavera, onde tens estado? ( o que interessa é que chegaste, e espero que te instales depressa!)
E cá por casa, perante este cenário, toca de pegar numas toalhas e rumar à praia...pronto, ainda de casacos, mas mesmo assim deu para brincar na areia, molhar o pézinho e apanhar uns raios de sol, que equivalem a uma melhoria significativa na concentração de vitamina D no organismo e na libertação de endorfinas...em resumo, soube bem, mas BEM!
A M. lá andou a correr à beira mar e a construir castelos de areia, e ainda encontrou uma caravela portuguesa ( que pensava que era uma "alforreca" e lá lhe explicámos a diferença.
O P....bem, o P. viu VERDADEIRAMENTE o mar. E ficou impressionado, e intrigado. Fazia barulho e tinha ondas. A areia também lhe fez um bocado de confusão - e claro, teve de ser tocada e PROVADA até se decidir a gatinhar à vontade e a atirar areia para todo o lado.
Basicamente, hoje tivemos um dia de SPA para toda a família.
Com direito a exfoliação completa e tudo.
E ainda fomos dar conta das mega-tostas do bar da praia.
Just perfect.





Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.


05.04.13

O frio polar (e outras coisas para fazer no fim-de-semana)


Sofia Serrano
Não sei se é da suposta inversão dos pólos apregoada pelos Maias, mas o clima anda assim para o meio estranho. Pelo menos para o meu gosto. 
Esta coisa de todo o santo dia chover dá-me cabo dos ânimos. E leva-me a atacar sem piedade o meu arsenal de chocolate. 
E pelos vistos, como se não bastasse a chuva, este fim-de-semana vem aí um frio polar. 
Lindo. Abril. Frio polar. Faz todo o sentido.
Enfim.

O melhor é arranjar planos divertidos e que aqueçam miúdos e graúdos. Por isso deixo aqui algumas sugestões para o fim-de-semana que se aproxima:

- Lisbon Kids Market : um evento de moda infantil internacional, que vai decorrer nas Cavalariças do Pestana Palace Hotel, este sábado e Domingo.Promete agradar a toda a família, com desfiles de moda,exposições, peças de teatro, workshops e brincadeiras ao ar livre. Vão estar presentes mais de 50 marcas infantis, com ofertas exclusivas, a não perder! A entrada é 1 euro e reverte para a Instituição Corações com Coroa. 



- O IUPI Biz, o programa do StartIUPI : um programa dirigido para crianças dos 6 aos 12 anos, onde as crianças vivem os 4 p's do marketing – desenvolvem um produto (crachás, missangas, origamis, porta-chaves, etc), definem o preço, estruturam a promoção e a venda a clientes numa feira . No final, todo o dinheiro que fizerem fica para elas, é o primeiro dinheiro que ganham fruto do seu trabalho, empenho e criatividade. As sessões decorrem a 6, 13, 20 e 27 de Abril, em Oeiras, das 11h30 às 13h00. Podem inscrever os miúdos para o email ola@startiupi.com, com o nome e contacto do Encarregado de Educação e o Nome e idade da criança. (valor 35 euros). 


- Uma visita ao Oceanário: é sempre um programa giro para toda a família (desde os tubarões, aos pinguins e lontras, tudo é maravilhoso para os miúdos e frio polar só mesmo na zona dos pinguins!)



- Disney On Ice: é disney e é sobre o gelo. E é o máximo! A não perder!


(ou então fiquei em casa no quentinho, a ver uma boa série, enquanto os miúdos brincam aos legos!)

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no Facebook é aqui.