Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

No último dia do ano

31.12.13 | Sofia Serrano
São 5:15 da manhã.
Neste último dia do ano não se dorme. Neste último dia do ano, todas as grávidas parecem começar com contracções. Neste último dia do ano não se descansa - porque, neste último dia do ano, todos os bebés que estavam nas barrigas quentinhas das mães querem nascer.
Neste último dia do ano trabalha-se. Muito. Há por aqui muita gente cansada - mas feliz, por tudo terminar bem.
Neste último dia do ano, não sonhamos com as 12 passas, a taça de champanhe, o vestido com decote em V e brilhantes. Nem fazemos listas de desejos. Neste último dia do ano, esforçamo-nos para termos famílias felizes - e desejamos poder fazer o mesmo em 2014.

Este é o melhor trabalho do mundo.
(mesmo que não se durma)

Um bom 2014!

Do ano que acaba #4: as crónicas de uma interna

29.12.13 | Sofia Serrano
Quem me conhece, sabe que sou uma viciada na Anatomia de Grey´s. Antes era o ER. E o Private Practice. Não perco um episódio. Às vezes, dizem-me: passas a vida num hospital, e ainda gostas de ver séries de médicos? Gosto. Reconheço as nossas vidas, os nossos problemas. Vibro na série como na vida real. Adoro a minha profissão. Em particular, tudo o que diga respeito a Ginecologia e Obstetrícia (mas não me importava que houvesse Neurocirurgiões como os da série no meu hospital).
Neste ano de 2013 que agora vai chegando ao fim, surgiram no blog as Crónicas de uma Interna. No fundo, foram algumas reflexões que fui fazendo sobre momentos desta vida agitada que é ser estudante de medicina, interno Geral, interno de Especialidade, e ao mesmo tempo ser tudo o resto. Foi neste ano que me tornei especialista em Ginecologia e Obstetrícia depois de um percurso com muito trabalho, com dois filhos, durante o qual aprendi muito como médica e como pessoa, e que terminou da melhor maneira.
Para quem ainda não leu, deixo-vos aqui as crónicas, e prometo que em 2014 vai voltar um rubrica parecida:

Crónicas de uma interna #1, aqui

Crónicas de uma interna #2, aqui

Crónicas de uma interna #3, aqui

Crónicas de uma interna #4, aqui

Crónicas de uma interna #5, aqui

Crónicas de uma interna #6, aqui

Crónicas de uma interna #7, aqui

Crónicas de uma interna #8, aqui

Crónicas de uma interna #9, aqui

Crónicas de uma interna #10, aqui

Crónicas de uma interna #11, aqui

Crónicas de uma interna #12, aqui

Crónicas de uma interna #13, aqui

Crónicas de uma interna #14, aqui


Do ano que acaba #3: dicas para as grávidas

28.12.13 | Sofia Serrano
Em 2013, surgiram as Dicas para Grávidas, no Café, Canela & Chocolate - posts especialmente escritos para as grávidas, a pensar nas principais dúvidas que surgem durante este período tão importante da vida. Deixo-vos os 10 post mais lidos nesta área:

TOP 10 - as 10 mais lidas sobre Gravidez em 2013

1º lugar - Sexo na gravidez (podem ler aqui)

2º lugar - Pode-se comer tudo? (podem ler aqui)

3º lugar - Contar os movimentos fetais (podem ler aqui)

4º lugar - O presente mais bem embrulhado - com CV Love (podem ler aqui)

5º lugar - Quando recorrer ao Serviço de Urgência (podem ler aqui)

6º lugar - Entrar em trabalho de parto (podem ler aqui)

7º lugar - Dicas para uma barriga sem estrias (podem ler aqui)

8º lugar - A cesariana (podem ler aqui)

9º lugar - Pernas bonitas na gravidez (podem ler aqui)

10º lugar - Gémeos (podem ler aqui)


Em 2014, esta rubrica vai continuar.
Se há algum tema específico que gostassem de ver abordado, por favor, enviem-me mail para msofiaserrano@gmail.com
Obrigada e boa gravidez!


Do ano que acaba #2: coisas de mães

27.12.13 | Sofia Serrano
A maternidade não vem com manual de instruções. É uma coisa meio-intuitiva, meio-aprendida. E por cada filho que nasce, mudamos mais um bocadinho. Como mães e como pessoas. Eu gosto de pensar que ficamos melhores - mais confiantes, mais bonitas, mais desenrascadas. Mas muitas das vezes também mais cansadas e com menos tempo para nós. E o difícil é gerir tudo. Mas é possível, uns dias mais facilmente que outros. E o melhor de tudo é mesmo vê-los crescer, sorrir, conquistar o mundo.
Esta coisa da maternidade dá pano para mangas.
Por isso, continuando o flashback blogosférico de 2013, deixo-vos o TOP 10 das mais lidas sobre maternidade no ano que acaba:


TOP 10 - Os 10 posts mais lidos sobre maternidade

1º lugar - Eu era só obstretra, e depois... (podem ler aqui)

2º lugar - Amamentar (sem fundamentalismos) (podem ler aqui)

3º lugar - Decidir ter outro filho (podem ler aqui)

4º lugar - Coisas que se aprendem quando nasce o 2º filho (podem ler aqui)

5º lugar - Sou mãe a tempo inteiro (podem ler aqui)

6º lugar - O que muda depois da maternidade (podem ler aqui)

7º lugar - A maquilhagem perfeita (podem ler aqui)

8º lugar - O desafio das manhãs (podem ler aqui)

9º lugar - Vestir mini-saia (podem ler aqui)

10º lugar - Segredos (a malabarista) (podem ler aqui)




Do ano que acaba #1: Convidados Especiais

26.12.13 | Sofia Serrano
A alguns dias do fim do ano, em jeito de introspecção acerca do ano que acaba, vou deixar-vos uns flashbacks blogosféricos de 2013 - do que se passou aqui, no Café, Canela & Chocolate, claro.

Para começar, relembro os convidados especiais que por aqui foram passando: pessoas decididas, dinâmicas, que marcaram posição nas suas áreas e que fazem a diferença.
Se não tiveram oportunidade para ler as entrevistas antes, deixo-vos aqui o top das mais lidas:

CONVIDADOS ESPECIAIS no Café, Canela & Chocolate -
O TOP 10 dos mais lidos em 2013

1º lugar - Fernanda Ferreira Velez, Blog da Carlota (entrevista aqui)


2º lugar - Helena Saldanha, Peixinho do Mar (entrevista aqui)


3º lugar  - Mónica Lice, Mini-saia (entrevista aqui)


4º lugar - Inês Duarte, Maria Café (entrevista aqui)


5º lugar - Sónia Morais Santos, Cocó na Fralda (entrevista aqui)


6º lugar - Sara Viana de Lima, Cutchi (entrevista aqui)


7º lugar - Margarida Shiroi Vilas-Boas, My mini&me (entrevista aqui)


8º lugar - Margarida, Figo Lampo (entrevista aqui)


9º lugar - Magda, Mum´s The Boss (entrevista aqui)


10º lugar - Rita Tojal Quintela, CV Love (entrevista aqui)

Agora, é só aguarda pelas surpresas que aí vêm em 2014!
Bom ano!






Desafio Bloggers e Gravidez: O Mustang do Enzo

21.12.13 | Sofia Serrano
A blogger desta semana que aceitou o Desafio para responder a 10 perguntas sobre gravidez, parto e puerpério foi a Tânia, que escreve no blog O Mustang do Enzo. 
Ela é mãe apaixonada de um príncipe que a inspira diariamente nas mais pequenas coisas, e descreve-se como optimista por natureza, racional e lutadora. Aprecia a tranquilidade e os momentos de felicidade, simples e pura, e valoriza a gratidão pela vida e a capacidade de dar a volta por cima. Também a podem encontrar no portal sobre maternidade Mãe Querida.



1- Gravidez normal ou de risco?
A minha gravidez foi normal até às 11 semanas e de risco a partir daí. Fiquei com hipertensão gestacional muito cedo e devido ao risco de pré-eclampsia tive de ter muitos cuidados.

2- Gravidez passada a trabalhar ou de repouso? 
Mais de metade a trabalhar (até às 26 semanas) e depois em repouso forçado até ao final. Tinha o grande desejo de trabalhar até 15 dias antes do parto, mas cedo percebi que nunca seria possível. Hoje vejo que, desde que fiquei em repouso, a gravidez foi totalmente diferente: mais tranquila, mais apaixonada, vivida com menos medos e mais alegria.

3- Diga um alimento que deixou de conseguir comer durante a gravidez e um que se tornou mais apetecido.
Deixei de conseguir comer toda e qualquer iguaria do McDonald’s (o que não foi mau de todo) e a grande novidade foi um desejo incontrolável por morangos, de que nunca gostei e passei a gostar.

4- Fez exercício durante a gravidez? Que tipo?
Não fiz grande coisa para além de caminhadas e mesmo essas foram restringidas por indicação médica. Depois no final fiz aqueles exercícios básicos da preparação para o parto. 

5- A gravidez fez com que mudasse hábitos do dia-a-dia?
Sim. Passei a ter muito mais cuidado com alimentação e com toda e qualquer actividade que fizesse subir a tensão arterial. Fazia as coisas habituais mas mais devagar. Passei a meditar e a abusar das técnicas de relaxamento. 

6 - Qual foi a coisa que mais gostou da gravidez?
Sentir o bebé mexer, sem dúvida. E adorava ver-me de barriga grávida, passeava a minha barriga com muito orgulho!

7- Como foi o parto? Se pudesse escolher o tipo de parto, o que teria escolhido?
O parto foi uma cesariana marcada por indicação do obstetra, e creio que teria sido, mesmo que não fosse marcada, porque o Enzo estava em posição transversa. Se pudesse escolher, teria escolhido cesariana, tendo em conta as especificidades da minha gravidez, não me sentiria de todo segura com todo o envolvimento de um parto normal. Mas se voltar a ter filhos gostava muito de ter um parto normal.

8- Era capaz de ter um parto em casa?
Não.

9- Gravidez ou puerpério - o que é melhor?
A gravidez para mim foi melhor. Mas o meu puerpério também foi espectacular! Recuperei muito rápido e muito bem. Adorei ambos.

10- Amamentou? Porquê?
Sim, amamentei. Antes de engravidar nunca tinha pensado se um dia que tivesse filhos quereria ou não amamentar, mas quando comecei a entrar no tema logo percebi que não amamentar para mim não era opção. Amamentei porque achei que o leite materno ofereceria maior proteção ao meu bebé e porque adorava dar de mamar, a nível emocional foi muito gratificante também.


Obrigada Tânia, por teres aceite o desafio e um feliz natal para ti e para a tua família!



Presentes last minute

21.12.13 | Sofia Serrano
Aposto que por aí também andam à procura de presentes de última hora para oferecerem no natal. Ora resolvi juntar algumas sugestões neste post, para não passarem o dia nos shoppings entre as multidões à procura de ideias - esta altura do ano deve ser aproveitada à lareira, com a família.
Vamos lá aos presentes last minute:

Para os mais pequenos:
- Os presentes intemporais são os melhores: livros, legos e plasticina! Os miúdos adoram e é diversão garantida.


(Lego e Lego Friends à venda nos hipermercados e lojas de brinquedos) 
(Plasticina à venda nos hipermercados ou Staples)


(Livros na FNAC, Bertrand, hipermercados e outros, preço variável)


Para os mais crescidos:

- Calendário Lisbonlovers: O instagram da Lisbonlovers partilha o amor pela cidade lisboeta com fotografias de vários locais emblemáticos repletos de luz e cor. Da colectânea de fotografias surgiu um calendário com um misto de pormenores e panorâmicas que prometem tornar o próximo ano muito especial.

(PVP 5 euros, à venda em qualquer ponto de venda Lisbonlovers)

- Agenda Isabel Saldanha: com fotos e textos da autora, o estilo característico e genuíno com que já nos habituou.


(para encomendar, enviar email para eraumavez@lifestories.ptPVP 17,50€)

- livros de autoras portuguesas: 
"Aos 30 nada é como sonhamos", romance


"Dias de uma Princesa", o livro baseado no blog com o mesmo nome


E prometo que ainda vou procurar mais coisas giras!





O bailado da grávida

21.12.13 | Sofia Serrano
Mary Helen Bowers tem 33 anos e é bailarina. Ficou conhecida pelo seu papel com Natalie Portman no "Cisne Negro". E tem dançado durante toda a sua gravidez com incrível agilidade e graça, como podem confirmar nas seguintes fotos. Mais uma prova que a gravidez é um mesmo estado de graça. Podem ler mais aqui.






Boas ideias (vamos ajudar!)

20.12.13 | Sofia Serrano
O Natal é acima de tudo, solidariedade. Mais que consumismo desenfreado, é a época da família, da partilha, da entreajuda. Felizmente que ainda há quem tenha boas ideias e ponha as mãos à obra para ajudar quem mais precisa.
A Refood é uma organização de atuação micro-local, criada para re-aproveitar excedentes alimentares e re-alimentar quem mais precisa.
O projeto Refood é um esforço eco humanitário, 100% voluntário, efectuado para e pelos cidadãos ao nível micro-local, com o objetivo de acabar com a fome nos bairros urbanos. Ao mesmo tempo, procura acabar com o desperdício de alimentos preparados, reforçando os laços comunitários locais. A ideia é criar uma ponte humana que liga quem tem uma sobra diária a quem tem uma necessidade diária.
Uma ideia genial que faz todo o sentido.




E à Refood junta-se a Fundação MAPFRE, que nesta época natalícia e de solidariedade, vai ajudar a Refood a alimentar ainda mais pessoas. A Fundação MAPFRE é uma instituição sem fins lucrativos, que tem como principal objectivo contribuir para o bem estar das pessoas e da sociedade. É um dos principais parceiros e patrocinadores da Refood, e tem permitido o normal funcionamento do projecto e a abertura de novos núcleos em diferentes zonas.
Todos podemos ajudar! 
Como? É muito simples: 1 click equivale a 1 euro doado pela Fundação MAPFRE para a Refood. Basta clicar aqui para ajudar.
Vamos ajudar a alimentar quem mais precisa!



Esta coisa de sermos bons pais

19.12.13 | Sofia Serrano



Não faço a mínima ideia o que significa ser um bom pai – ou uma boa mãe. Mas desde que pensamos em ter filhos, e por toda a vida deles, esforçamos-nos por o sermos. Quando os sentimos mexer na barriga, quando lhes tocamos a primeira vez, quando os vemos tão crescidos. A todo o instante. Queremos ser bons pais.
Porque bons pais implicam bons filhos. Ou não?
Às vezes fico a pensar como é que eles serão quando crescerem. E de repente apercebo-me que provavelmente o nosso papel – de mãe, de pai, de pais – é o mais importante na vida deles. Aquele que vai determinar se são boas ou más pessoas.
Mas é difícil decidir o que é ser “um bom pai”.
É comprar-lhes as melhores roupas, as melhores fraldas e os melhores brinquedos, ou herdarem as roupas e os brinquedos dos primos e aprenderem valores como a partilha? É terem o último grito da tecnologia em jogos e tablets ou passarem a tarde na rua, a esfolarem os joelhos enquanto jogam à bola? É andarem em escolas de elite, com professores de topo ou nas escolas públicas e terem amigos de todas as cores e feitios? É levá-los a mil e uma actividades depois da escola ou deixá-los brincar à vontade em casa? É pagar-lhes as melhores explicações para terem ajuda diferenciada nos trabalhos de casa e estudos para os exames, ou sentarmo-nos com eles e ajudarmos nós, apesar de não nos lembrarmos do nome de todos os rios de portugal ou de como se fazem contas de dividir sem máquina de calcular? É levá-los àquele restaurante que adoram ou fazer uma pizza em casa, apesar de não sair tão boa como se gostaria? É convidar os amigos deles para brincarem em casa no fim de semana ou passarmos uma tarde de cócoras com eles a montar legos e a pentear barbies? Não sei, sinceramente.
Mas sei quando os meus filhos estão felizes. E é isso que me faz pensar que estou perto de ser uma boa mãe. O resto, só o futuro o dirá.







Mesas de Natal

18.12.13 | Sofia Serrano
Está na altura de começar a pensar no Natal e na decoração da mesa para a Ceia. Quer se escolha um estilo mais simples, quer uma decoração mais arrojada, os elementos desta estação do ano marcam presença sob a forma de folhas e frutos, como o azevinho e as romãs, e as folhas podem ser uma boa ideia para marcadores de lugares. As velas não podem faltar, para dar aquele toque de charme, e para dar um toque especial, postais feitos pelos miúdos para os vários convidados vão fazer as delicias de todos. 
Para quem ainda anda a pensar como vai ficar a mesa para a Ceia de Natal, ficam aqui algumas ideias, retiradas do Pinterest:


























Pág. 1/3