Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

5 decisões para famílias mais felizes

03.09.14 | Sofia Serrano
Setembro é o mês dos recomeços. 
Podia perfeitamente ser o início de um novo ano. 
E não há nada como começar um novo ano com uma lista de objectivos a cumprir - porque os últimos meses fizeram-me ver que cada vez mais devemos aproveitar o tempo que temos, aproveitar os nossos filhos, a nossa família, fazer coisas que nos dão prazer, gozar os momentos. Devemos ser felizes. Ser saudáveis. Comer bem, praticar exercício físico. Tirar da nossa vida e da nossa casa o que não faz falta. E aproveitar cada instante.

Decisões para sermos famílias mais felizes:

1.  Ter mais tempo para os nossos filhos
re-organizar horários, avaliar prioridades, ter tempo de qualidade com eles. Para ir ao parque, comer um gelado, ajudar nos TPCs, brincar com os legos. Ler-lhes histórias e acima de tudo ouvi-los. 

2. Tornarmo-nos numa família mais saudável
começar o dia com um bom pequeno almoço , com sumos de fruta e com cereais, com tempo para nos sentarmos e comermos com calma ( se for preciso, por o despertador uns minutos mais cedo!). 
Encher a despensa e frigorífico com alimentos da época, dos produtores locais, dar prioridade a fruta e legumes e esquecer refeições pré-feitas, alimentos já processados e ignorar a existência de McDonalds e afins (fazer uma pizza em família pode ser uma opção bem saudável que eles vão adorar mais que ir a uma cadeia de fast-food).

3. Partilharmos tarefas.
Pedir ajuda aos mais pequenos para pequenas tarefas, para que percebam que toda a gente da família colabora nas rotinas do dia-a-dia. Mais do que arrumarem o quarto, podem ajudar a pôr a mesa, a arrumar a biblioteca ou a estender a roupa - vão sentir-se crescidos e uma parte importante da família. 

4. Destralhar a casa.
Acumulamos coisas que não precisamos todo o ano. Setembro é um excelente mês para nos livrarmos das coisas em excesso, que não precisamos: brinquedos, roupa, coisas que não servem para nada senão para ocupar espaço. É uma boa opção envolver os mais pequenos nas arrumações, e eles levarem roupas e brinquedos para instituições que realmente precisem - vão sentir que fazem a diferença na vida de muitos meninos. Não é preciso muito para sermos felizes - less is more.

5. Fazer actividade física - em família.
Não vale a pena adiar - ninguém fica mais saudável sentado no sofá a comer batatas fritas e chocolate (se bem que nalguns momentos é mesmo preciso, mas isso é outra história). Os dias estão bons e praticar desporto é um hábito que deve ser cultivado desde cedo. Pode ser uma boa ideia fazer um passeio de bicicleta ao fim do dia, em família, ou ir correr ou caminhar. Se dispendermos 20 minutos por dia a fazer exercício físico vamos sentir-nos muito melhores, os miúdos vão ficar mais saudáveis e resistentes, e o inverno será muito mais tranquilo, com menos doenças e afins.



Temos mesmo de voltar ao trabalho?

02.09.14 | Sofia Serrano

Parece que não há nada a fazer. Tenho mesmo de guardar as havaianas e voltar aos sapatos de salto alto e à roupa mais formal. Tenho de os acordar cedo (nas férias acordam sempre com os galos, mas em dia de escola dormem que nem anjinhos...) e organizar lanches e mochilas.
Para a Mariana esta ainda é uma semana de quase-férias, porque as aulas a sério só começam na próxima. Mas o Pedro já vai regressar à rotina habitual.
E eu vou regressar à minha dose extra de cafeína e às minhas urgências.
Boa terça-feira!

Sobre nós os dois (e este nosso dia)

01.09.14 | Sofia Serrano
Já passaram 12 anos desde aquele momento especial, só nosso.
Somos amigos, cúmplices e amantes.
Somos tão diferentes mas partilhamos muitos pontos de vista e filosofias de vida.
Temos dois filhos maravilhosos e olhamos para a frente, os dois, para o nosso caminho juntos, com a nossa família.
Nem sempre é fácil. 
Há dias complicados, há decisões difíceis, há perspectivas diferentes. 
Mas a cada dia tentamos fazer com que as coisas resultem. Tentamos equilibrar o cansaço do trabalho diário e a agitação de ter dois miúdos pequenos em casa, com momentos só para nós - nem que seja o nosso take-away de sushi quando eles já adormeceram e ficamos os dois no sofá a comer sashimi e a ver as nossas séries preferidas. 

Amo-te.

(mesmo que sejas um benquista ferrenho e o meu coração seja o mais sportinguista possível - os empates são sempre bons resultados para nós).


Pág. 3/3