Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

29.11.18

Mercadinho de Natal


Sofia Serrano

44603349_1347764405358317_1638130574285602816_n.jp

A Joana, mãe de trigémeos, está a organizar o Little Xmas Bazaar - um mercadinho de Natal, recheado de marcas portuguesas com a roupa mais gira para os mais pequenos.

É já este domingo, no hotel Eva em Faro. Podem ver todas as marcas que participam e o horário das atividades na página de facebook do evento.

 

Aqui em casa temos um carinho muito especial por uma das marcas que marcará presença no evento: a Blu.B -  roupa prática e descontraída para os mais pequenos, de excelente qualidade e pensada em pormenor para eles.

 

20637881_1463383910422913_25950456694132401_n.jpg

(A t-shirt preferida do Pedro, que aparece em imensas fotos é da Blu.B!!!)

 

Porque confiamos e acreditamos na marca e conhecemos todo o projeto, a Blu.B vai ter um exemplar do Confissões de uma Médica para sortear entre os seus clientes, assinado por mim :) 

 

Também vai marcar presença neste evento a Joana Hapiness and Food, com as suas receitas saudáveis e irresistíveis, que acredito que todos vão querer experimentar.

Captura de ecrã 2018-11-29, às 18.33.53.png

São coisas destas que se passam quando estamos a falar da Joana. De ficar de água na boca!  Sigam a página dela no instagram para acompanharem todo este mundo delicioso e não percam a oportunidade de a conhecerem no domingo o Little Xmas Bazaaar.

Vemo-nos no domingo? :)

 

 

28.11.18

Natal LEGO em Hogwarts!


Sofia Serrano

mQveUKRg.jpeg

2Ip2VcRQ.jpeg

 

Já sabemos que as festas de Natal da LEGO são sempre especiais. Mas este ano foi particularmente extraordinária - pelo menos para nós, família apaixonada pelo Harry Potter!

A magia do Natal LEGO levou-nos até à fantástica escola de magia de Hogwarts, num ambiente característico do mundo Harry Potter, onde nenhum pormenor foi esquecido.

O chapéu selecionador estava lá, para nos dizer a que casa pertencíamos. As poções, os feijões mágicos e as plantas que gritam também não podiam faltar. E os doces de natal estavam cuidadosamente preparados para sentirmos que estavamos na famosa escola de feitiçaria.

Miúdos e graúdos deliciaram-se a brincar com os LEGOs, e todos entrámos no espírito da época festiva.

 

It82mLmw.jpeg

16o2ExyQ.jpeg

wyiVm2GQ.jpeg

feqCKuiA.jpeg

fi86N0cw.jpeg

ryN3s6Ug.jpeg

TNciMTsA.jpeg

p0fUNcJA.jpeg

XcJDHqxA.jpeg

kpqrC1mw.jpeg

djlzDMnw.jpeg

_4rjCAYA.jpeg

wf9l31Vw.jpeg

PkyulFXA.jpeg

8BRX_sAQ.jpeg

_SfGXBiw.jpeg

nVD1YS2w.jpeg

Mais um Natal LEGO inesquecível!

Podem ver mais no nosso instagram, aqui.

 

 

27.11.18

Desafios


Sofia Serrano

Captura de ecrã 2018-11-27, às 16.49.04.png

 

É engraçada, esta coisa da maternidade: eles, filhos, entram de rompante na nossa vida e viram-na de cabeça para baixo sem pedir licença. Por mais que nos preparemos para ser pais, nunca estamos verdadeiramente prontos para todas as novidades diárias que os filhos nos trazem.

Para todos os desafios.

Para desafiarem as nossas firmes convicções.

E subitamente, tomamos consciência que somos pessoas diferentes por causa deles, que as nossas prioridades mudaram. Não é fácil este caminho, e é em simultâneo o melhor do mundo. E o que eu mais quero é poder aproveitar ao máximo todos os instantes que a vida nos proporciona para crescermos juntos, porque o tempo não pára. (na foto, a Mariana com 4 anos e o Pedro com 9 meses ❤️)

 

20.11.18

Dicas para (tentarmos) ter um parto perfeito


Sofia Serrano

columbus,+ga+birth+photography+st.+francis+hospita

 

Lancei um desafio no instagram: o de partilharem se o vosso parto tinha sido como sonharam, e se não, o que mudariam. Recebi centenas de respostas maravilhosas, a mostrar todos os lados da obstetrícia: o bom, o mau, o mais ou menos, o imprevisto e aquele que não se conseguiu mudar.  Na verdade, todas as respostas acabam por ter um ponto comum: o de todas as mães e pais referirem que mesmo nas más experiências, o importante foi ter tudo acabado em  mãe e bebé saudável.

A obstetrícia é um mundo de imprevisibilidade. Na realidade nunca sabemos como será o desfecho da gravidez, mas devemos tentar que corra tudo pelo melhor.

 

Deixo-vos algumas dicas para que possa aproximar-se o máximo possível do vosso parto de sonho:

 

1. Fazer o seguimento da gravidez com um médico e equipa em que confiem. É fundamental que a gravidez decorra o mais tranquilamente possível, que o aumento de peso não seja excessivo e que se sintam bem. Qu sejam esclarecidas relativamente a necessidade ou não de indução, se será melhor um parto vaginal ou uma cesariana.

 

2. Fazer um curso de preparação para o parto, onde sejam esclarecidas todas as duvidas: as contrações, os tipos de parto, a epidural, os sinais de alarme, a rotura de bolsa, o controlo da respiração, entre tantos pontos importantes. Mais uma vez, informação é fundamental para estarmos preparadas e tranquilas para o garnde momento.

 

3. Fazer um plano de parto. Pensar como gostariamos que fosse esse momento, quem queremos presente, se queremos indução, oxitocina, episiotomia, epidural. Se não queremos nada destas coisas. A posição para o parto. Se queremos cortar o cordão, o contacto pele-a-pele, música ambiente. Somos todas diferentes e nem todas sonhamos com o mesmo. Fazer o plano de parto e discutí-lo com a equipa que nos segue é muito importante para que tudo de aproxime o mais possível do que imaginamos.

 

4. Visitar a maternidade onde o nosso bebé vai nascer. Estarmos familiarizados com o local e as pessoas dar-nos-á tranquilidade para o grande momento. Saber os procedimentos habituais, o que precisamos levar, quem nos pode acompanhar, horários das visitas.

 

5. Não criar grandes expectativas - exatamente porque na gravidez e parto, tudo pode mudar subitamente. Quem quer muito um parto normal pode ter uma cesariana porque o bebé ficou pélvico (sentado). Quem tinha pânico do parto normal pode ter um parto fácil e rápido e achar que foi a melhor experiência da vida. Quem tinha muito medo de uma cesariana pode achar que afinal foi bem mais tranquilo e com uma recuperação mais rápida que um parto por forceps anterior. E na realidade, no final, o que interessa é que mãe e bebé estejam saudáveis.

 

Se quiserem, partilhem aqui em comentários as vossas experiências.

E podem ver mais nas stories do instagram.

18.11.18

Brunch de domingo: Real Marina Hotel & Spa


Sofia Serrano

 

DSC_0637.jpg

 

Este domingo fomos convidados a experimentar o renovado brunch do Real Marina Hotel & Spa, em Olhão, com vista para a Ria Formosa. Porque domigo é dia de almoço em família, o conceito é mesmo esse: um delicioso brunch em família, com uma vista bonita e atividades para os mais pequenos no Realito Kids Club.

O brunch funciona todos os domingos das 12:30 às 16:00, e inclui mini pastelaria e pães regionais, cereais, frutas, compotas, ovos mexidos, variedade de pratos quentes, selecção de salgados e saladas, massas e risotos com showcooking e deliciosas sobremesas. Há novidades todas as semanas em termos de opções.

 

Nós experimentamos um bocadinho de tudo, e eu confesso que fiquei rendida aos peixinhos da horta, que adoro! De sobremesas, gostei mesmo muito do creme brulée de alfarroba.

Os mais pequenos têm uma zona do brunch reservada para eles, onde não falta o creme de legumes. Há esparguete à bolonhesa e hamburgueres, mas também têm as opções dos mais crescidos, com um prato quente de peixe e um de carne.

 

DSC_0623.jpg

DSC_0624.jpg

DSC_0625.jpg

DSC_0630.jpg

DSC_0632.jpg

DSC_0659.jpg

DSC_0647.jpg

 

O Realito Kids Club funciona numa zona da sala do brunch e todas as semanas há atividades diferentes gratuitas para crianças a partir dos 4 anos, com o acompanhamento de uma monitora. O Pedro e a Mariana aproveitaram para construir alguns brinquedos de cartão e fazer novos amigos. E sabe bem terminar a refeição mais tranquilamente enquanto eles estão divertidos mesmo ali por perto. 

 

DSC_0666.jpg

DSC_0665.jpg

DSC_0677.jpg

 

Obrigada ao Real Marina Hotel & Spa pelo simpático convite, gostamos mesmo muito deste renovado brunch em família com vista para a Ria Formosa.

 

Para quem quiser experimentar: o brunch funciona todos os domingos das 12:30 às 16:00, e custa 22 euros por adulto (inclui bebidas) e 11 euros por criança dos 6 aos 12 anos. Até aos 5 anos, as crianças não pagam. É boa ideia fazer reserva, porque hoje estava cheio.

 

Podem ver mais da nossa experiência no nosso instagram.

 

 

 

 

 

 

 

17.11.18

Data (im)prevista de parto


Sofia Serrano

 

2015-09-10-Estela-19.jpg

Quando o teste de gravidez dá positivo, uma das primeiras curiosidades que queremos ver esclarecida é a data do parto: afinal, quando é que o bebé vai nascer? Qual o dia certo?  

Os obstetras calculam a data do parto 40 semanas após o primeiro dia da última menstruação. Andamos munidos de uma rodinha que nos auxilia nas contas e geralmente dizemos que esse dia é a "data provável do parto". 

"Provável", porque sabemos que só 20% dos bebés irá efetivamente nascer nesse dia. Alguns decidem nascer antes, outros depois. 

Por isso, quando me perguntam, geralmente no 3º trimestre, se acho que o bebé vai nascer na data estimada ou se será antes, eu respondo sinceramente que não faço a mínima ideia. Porque mesmo nas gravidezes em que tudo está a decorrer como esperado podemos ter surpresas de última hora.

 

Pois. A grávida que acabei de ver na consulta e a quem disse que me parecia que ainda não estava na hora porque não tinha contrações nem dilatação pode romper a bolsa ao sair do consultório e lá se vai a data prevista.

O marido que estava com duvidas se devia viajar para outro país na 37ª semana de gestação (porque apesar de não haver sombras de contrações e tudo estar aparentemente bem, e de eu lhe ter dito que ACHAVA que o parto não iria ser nessa semana) pode ter de regressar à pressa para conseguir assistir ao nascimento do filho.

E os meus planos durante uma semana completa para ir ao ginásio depois das consultas são adiados, porque as grávidas que eu ACHAVA que só teriam o parto nas semanas seguintes decidem que está na hora do grande momento.

 

Isto para dizer que a data prevista de parto é meramente uma estimativa e que é muito mais provável o bebé nascer...quando quiser. E que para se ser obstetra, a agenda tem de ser mesmo muito flexível - e o mais provável é que os nossos planos saiam sempre furados. Mas no fundo, desde que tudo corra bem, com mãe e bebé saudável, este é mesmo o charme da profissão ;)

 

Instagram

 

 

 

 

11.11.18

Feira de Ciência


Sofia Serrano

unnamed.jpg

A ambarscience e a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto desafiam os mais pequenos a “Crescer com Ciência”, na I Feira de Ciência FCUP/ambarscience, um concurso de ideias para a Divulgação, Ensino e Aprendizagem das Ciências.

               

Do primeiro ciclo ao secundário, os alunos são desafiados a mostrar os seus conhecimentos de Ciência, nesta iniciativa inovadora. No dia 10 de maio, são conhecidos os vencedores durante a I Feira de Ciência FCUP/ambarscience, na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

 

A I Feira de Ciência FCUP/ambarscience divide-se em três categorias:

1. Faz uma experiência com um kit ambarscience – para alunos do 1º, 2º e 3º ciclos.

2. Cria um kit de Ciências Experimentais ou Jogo de Ciência - para alunos do 1º, 2º e 3º ciclos e Secundário.

3. Divulga Ciência no Youtube – para alunos do 1º, 2º e 3º ciclos e Secundário.

 

Os interessados podem inscrever-se em http://bit.ly/feiradecienciafcup e submeter as suas propostas até 12 de abril de 2019, através do email ambarscience@ambar.pt. Esta iniciativa está aberta a alunos de escolas do 1º, 2º e 3º ciclos e do Secundário de todo o país, alunos e funcionários da FCUP e de outras escolas da Universidade do Porto.

 

No dia 10 de maio, as instalações da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto vão receber a primeira edição da Feira de Ciência FCUP/ambarscience onde serão expostos todos os trabalhos dos participantes e premiados os três melhores trabalhos de cada categoria.

 

 

11.11.18

Programa em família: Herdade da Matinha


Sofia Serrano

É sempre boa ideia aproveitar um fim de semana para descomprimir do stress semanal - os dias voam, há mil e uma atividades e horários para cumprir e o tempo é um luxo. Quem se lembra daqueles dias que passavam devagar quando éramos pequenos? Quando havia tempo para acordar lentamente, para ficar a ouvir a chuva lá fora, para uma boa refeição caseira e para correr na rua, mesmo nos dias frios?

 

Há um lugar ótimo para ir a dois ou em família e aproveitar com calma os dias: a Herdade da Matinha, no Cercal do Alentejo, na Costa Vicentina. Uma herdade tipicamente alentejana, bem perto das praias de Porto Côvo, Ilha do Pessegueiro e Malhão. Com várias opções de alojamento, muitos recantos e alpendres acolhedores, árvores carregadas de frutos, cavalos, piscina e uma simpática horta.

 

DSC_0899.jpg

DSC_0900.jpg

 

Nós fomos passar o fim de semana os quatro e adorámos todo o ambiente da herdade - tão acolhedor que nos sentimos imediatamente em casa, desde a simpatia de todos os que lá trabalham, às refeições e ao conforto do alojamento.

Ficamos numa das casas da herdade que permite acomodar uma família, e que tem uma kitchenette e lareira, bem como uma decoração inspiradora, com muitas obras de arte e livros antigos. O pequeno almoço é uma perdição, com o pão alentejano quentinho, absolutamente irresistível!O calor da lareira e a chuva lá fora fez com que aproveitássemos o fim de semana para descansar - e soube tão bem passear pela herdade quando a chuva deu tréguas. 

 

Fica a nossa sugestão para um fim de semana para recuperar energias - Herdade da Matinha.

 

DSC_0980.jpg

DSC_0957.jpg

DSC_0568.jpg

DSC_0536.jpg

DSC_0533.jpg

IMG_8486.jpg

DSC_0858.jpg

IMG_8423.jpg

DSC_0944.jpg

DSC_0928.jpg

DSC_0917.jpg

DSC_0604.jpg

 O nosso instagram é aqui.

 

 

 

08.11.18

O que importa é que venha com saúde?


Sofia Serrano

Sempre me lembro de ouvir esta frase, desde pequena, no que a grávidas diz respeito : "Não interessa se é menino ou menina, o que importa é que venha com saúde".

Faz parte do trabalho dos obstetras assegurar exatamente isso. Por isso, quando estou a fazer uma ecografia morfológica tenho uma ordem estabelecida na minha mente para avaliar o bebé de uma ponta à outra sem perder pitada, e poder dizer no final do exame aos pais que, pelo que podemos ver,  "está tudo bem". É sempre desta forma que eu espero terminar um exame, o que infelizmente, nem sempre acontece. Há pequenas alterações que provavelmente não serão nada importante e que poderão desaparecer com o crescimento do bebé, e depois há outras bastante graves, que podem mudar tudo. É um momento de muita responsabilidade e é preciso tempo para avaliar todos os pormenores - e mesmo assim, há situações que não conseguimos diagnosticar durante as ecografias.

 

 

Claro que depois há sempre aquela parte do "quer saber se é menino ou menina, ou prefere que seja surpresa?". Na realidade, estou sempre à espera do tal "o que importa é que venha com saúde". Mas o que tem acontecido cada vez mais frequentemente é este ser o ponto fulcral do exame. 

Isto para explicar que por estes dias, o cenário de destaque na ecografia tem sido o sexo do bebé.

 

 

Casais que querem tanto um menino que vão na quinta gravidez, e assim que lhes confirmo que é outra menina, já estão a fazer contas para saber quando podem engravidar outra vez - e tentar na próxima vez uma técnica matemática complicada que envolve idades dos pais, mês da conceção e mais alguma coisa que já não me recordo, para se assegurarem que o próximo bebé será do sexo masculino. Isto porque já tentaram a teoria dos alimentos ácidos, fases da lua e o calendário chinês e nada resultou.

 

Ou a grávida que vai na sexta gravidez e que me diz logo no início da ecografia que só lhe interessa saber que é uma menina, porque já tem cinco rapazes em casa e o seu sonho desde criança é ser mãe de uma menina. Mesmo sendo daqueles bebés que mostra claramente que é um rapaz na primeira imagem, prefiro demorar-me a avaliar tudo antes de lhe dar essa notícia. E tento enfatizar a parte do "esta tudo bem com o seu bebé" mas ela só ouve o "é um menino". Diz-me imeditamente que a seguir vai juntar uma quantia exorbitante de dinheiro para ir a outro país e poder optar por uma técnica de reprodução medicamente assistida que lhe permite escolher o sexo do bebé. Passam-me pela mente todos aqueles casais que tiveram de ouvir más noticias em relação à saude do seu bebé, e volto a reforçar que o importante é que tem um bebé saudável. Mas ela continua focada no seu sonho de ser mãe de uma menina e não me ouve.

 

Na ecografia seguinte, volto a dar a nótícia errada - é uma menina, e o casal queria muito um menino. É o primeiro filho, mas não se imaginam com uma menina. Há lágrimas até. Volto a insistir no "muitos parabéns, têm um bebé saudável", mas não me ouvem.

 

Quando saem do consultório começo a achar que deviamos ter um livro de trocas de bebés - porque no final do dia, há espaço e amor para todos os bebés, mas parece que para todos estarem felizes seria preciso trocar as famílias.

E eu continuo a achar que o mais importante é que venham com saúde.

 

maxresdefault.jpg

 

 

 

06.11.18

Fui fazer um treino com um PT...


Sofia Serrano

...e diz que estou assim para o péssimo a nível de tudo. Tipo costas e abdominais e pernas e postura. Parece que tudo o que é músculo desapareceu (tipo rapto extraterrestre).

 

Está bonito. 

Tenho duas opções: ou fingir que isto nunca aconteceu, e voltar à minha caixa de chocolates, ou marcar na minha agenda um espacinho para o ginásio e tornar-me numa Carolina Patrocínio.

 

giphy.gif

 

 Não, esta não sou eu. Mas se treinar muito até ao natal, será que posso comer na mesma fatias douradas????

Pág. 1/2