Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

18.04.19

Confissões de uma médica: quando a vida nos surpreende


Sofia Serrano

hatch-birth_orig.jpg

Uma urgência, a altas horas da noite. Daquelas urgências caóticas em que o trabalho não pára. Chamo a próxima paciente, reparo pela ficha que é uma adolescente de 15 anos.

Vem com a mãe, encolhida, com as mãos na barriga. Não olha para mim, mas percebo que não está bem.

A mãe toma a palavra e diz-me que a filha está desde o jantar com fortes dores de barriga.  Que tem andado muito inchada, que pode ser uma apendicite. Não melhorou com os analgésicos que lhe deu. Está preocupada, mas na urgência geral não sabem o que pode ser, e como ela está no primeiro dia do período resolveram pedir uma avaliação em ginecologia.

A filha continua cabisbaixa e de vez em quando nota-se que tem dor. Como se fosse uma cólica. Reparo que parece ter algum peso a mais, mas mantém sempre os braços e as mãos a envolver a barriga. 

Pergunto se a posso observar, e quando se deita na marquesa percebo o que se passa. Ou pelo menos suspeito. Pergunto-lhe se tem tido o período todos os meses, responde-me que está menstruada. E namorado? A mãe diz imediatamente que não. Que nunca teve namorado e que não é como as amigas, que andam por aí sem terem cuidado. Pergunto-lhe se prefere que a mãe saia um bocadinho para ficar mais à vontade, mas diz que não.

Pouso a sonda do ecógrafo na barriga dela e pergunto se não nos quer contar nada, mas ela firmemente diz que não sabe do que estou a falar. Na imagem, vê-se algo a piscar. E depois uns dedos. E um pé.

A mãe fica a olhar para o ecrã sem perceber nada. A filha começa a chorar.

"Mas o que é que se passa com ela, doutora? Diga-me por favor,  que cada vez percebo menos! E porque é que ela está a chorar?". Tento que seja ela a contar à mãe, mas não consegue.

 

Lá acabo por explicar que a filha está grávida, e que pelo tamanho do bebé, pelas dores e por aquela pequena perda de sangue, parece estar a entrar em trabalho de parto.

A mãe fica em choque e sem reação. A miúda de 15 anos murmura repetidamente um "desculpa, desculpa" e eu fico a tentar perceber o que posso fazer para ajudar naquele momento. É daquelas coisas que não têm um guião, que mexem com confiança, com o nosso papel de mães, com a responsabilidade de cada um,  com uma nova vida no mundo.

 

E no meio de uma noite agitada e de uma mãe e filha em choque, chega mais uma linda menina ao mundo, indiferente a todo o caos à sua volta, saudável e a chorar vigorosamente.

 

 

16.04.19

Renovar energias : Prime Energize Montegordo


Sofia Serrano

Sabem quando estamos naquele ponto que precisamos mesmo descansar? Quando mesmo com uma boa camada de base não se conseguem disfarçar as olheiras das urgências de 24 horas? Pois.

Eu estava nesse ponto.

 

E foi então que me disseram que o que eu estava a precisar era de ir uns dias até ao Prime Energize Montegordo. Não conhecia, mas perante as palavras SPA, alimentação saudável e praia mesmo ali ao pé, não hesitei. 

Uma das primeiras coisas em que pensei foi em reservar logo uma boa massagem (gosto de ter logo tudo organizado!).

E abri online a brochura do Energize SPA - pensei em esolher um "Super Skin Anti Ageing"  ou um "Vital Energy" (porque isto de estar a chegar aos 40 não está a ser fácil), mas depois tropecei numa massagem chamada "Momento em Família".

Ora o "Momento em Família" tinha esta descrição : "Duas massagens relaxantes para si e para o seu filho, para um momento único em família".

Pois, as mães têm destas coisas, e de repente já não estava a pensar em ficar com uma pele de 18 anos, mas sim em surpreender os miúdos com uma massagem em família - uma para mãe e filha, outra para pai e filho.

 

Ficaram espantados assim que chegarmos ao hotel - fomos diretos para o SPA, os miúdos sem perceber o que se passava porque no que toca a SPAs, já sabem que o habitual é não poderem entrar.

Quando se aperceberam que a massagem também era para eles, foi o delírio. O Pedro e o pai foram os primeiros, enquanto eu e a Mariana fomos aproveitar o sol no rooftop do hotel, à beira da piscina.

À saída, vinham os dois em modo relax-total. A terapeuta lá me confessou que o Pedro se ia mexendo um bocadinho e que tinha curiosidade em ir vendo também a massagem do pai, mas no geral correu muito bem para uma primeira experiência.

Eu entrei com a Mariana, e tal como eles ficámos as duas na mesma sala. As crianças têm direito a massagem completa, os pais escolhem uma zona - eu escolhi as pernas. A massagem foi ótima, a Mariana também adorou (apercebi-me que nalguns momentos ficou cheia de cócegas e não conseguiu evitar começar a rir!). Foi um programa diferente e que valeu muito a pena!

 

Quanto ao hotel, o enfoque principal é o desporto. A decoração é muito gira e original, os quartos confortáveis e o pessoal muito simpático.

Há atividades organizadas pelo hotel todos os dias, como aulas de yoga, pilatos, corrida e outras. Vive-se muito o espírito de uma vida saudável. Experimentamos o ginásio, muito bem equipado, e também não deixamos de dar um mergulho na piscina aquecido do SPA - que as crianças podem frequentar durante a manhã.

No rooftop há um bar e uma piscina, e é ótimo para descansar e ler um livro, ou só beber um cocktail e desfrutar da vista sobre Montegordo e o mar.

O restaurante do hotel chama-se Fuel e é mesmo o ideal para abastecer depois de um dia preenchido. Oferece uma alimentação equilibrada, baseado na dieta mediterranica, cereais pouco processados e muita fruta. Tem sempre opções vegetarianas, para além de pratos de carne e peixe. As batatas doces fritas são uma perdição, bem como as saladas!

Também tivemos a sorte de estar bom tempo e de ir a pé até à praia, que estava um verdadeiro paraíso.

Deixo-vos algumas fotos (e podem ver mais no nosso instagram).

 

DSC_0112.jpg

DSC_0111.jpg

O nosso quarto, com uma ótima vista.

 

DSC_0115.jpg

A maravilhosa piscina do rooftop.

DSC_0124.jpg

DSC_0128.jpg

O ginásio, muito completo. Não falhámos um treino! (e as passadeiras têm TV e Youtube)

DSC_0131.jpg

A piscina do SPA.

IMG_5508.jpg

IMG_5507.jpg

Eu e a M. na massagem.

IMG_5513.jpg

Nós depois da massagem, a beber o chá da comemoração da primeira ida ao SPA da miúda!

DSC_0171.jpg

DSC_0142.jpg

DSC_0197.jpg

A fantástica praia de Montegordo, ainda com muito pouca gente - um paraíso.

IMG_5541.jpg

IMG_5543.jpg

o Restaurante do Hotel, o Fuel, tem uma bonita árvore decorativa, que acende à noite.

E comida deliciosa e saudável, com opções à la carte e buffet:

 

IMG_5608.jpg

IMG_5607.jpg

IMG_5592.jpg

 

Se também quiserem recuperar as energias no Prime Energize Montegordo, espreitem a página do hotel, aqui.

A massagem "Momento em Família" pode ser uma boa ideia como presente de Dia da Mãe - para as grávidas, também têm disponível o "Super mãe", para uma mãe e bebé tranquilos.

 

Obrigada a todo o staff do hotel por nos ter recebido tão bem e por tornar estes dias em Montegordo inesquecíveis.

 

 

 

 

 

16.04.19

Planos para o Dia da Mãe?


Sofia Serrano

Ainda não sabem o que fazer no fim de semana do dia da Mãe?

Eu dou uma ajuda: venham até ao Zmar, em família, aproveitar cada instante. Há espaço para os miúdos brincarem, piscina de ondas, um pic-nic debaixo dos sobreiros e muitas atividades para todos.

Eu vou estar por lá para conversarmos sobre a nossa saúde e esclarecer todas as dúvidas.

Conto convosco?

Espreitem o programa:

 

Captura de ecrã 2019-04-16, às 09.47.57.png

Captura de ecrã 2019-04-16, às 09.48.08.png

Captura de ecrã 2019-04-16, às 09.48.19.png

Podem saber mais e reservar aqui.

15.04.19

Programa em família: Grande Real Santa Eulália


Sofia Serrano

Para aproveitar da melhor maneira possível estes dias de férias da Páscoa, fomos conhecer o Grande Real Santa Eulália, em Albufeira.

Apesar de ainda estarmos longe do verão, o Algave não desilude e tivemos a sorte de ter um bonito sol e uma temperatura muito agradável.

O Grande Real Santa Eulália é um resort 5 estrelas, com hotel e apartamentos, mesmo em cima da praia de Santa Eulália.

 

DSC_0935.jpg

DSC_0966.jpgDSC_0078.jpg

 

Ficamos num T1 com kitchenette, junto a uma das piscinas do resort e a um campo de futebol e rede de volley, que fizeram as delícias dos miúdos.

 

DSC_0988.jpg

DSC_0011.jpg

DSC_0010.jpg

DSC_0068.jpg

 

Adoraram a piscina aquecida exterior do resort e foi difícil fazê-los sair de lá. Fizeram amigos e deram incontáveis mergulhos.

Também há uma piscina interior aquecida para Thalassoterapia, mas só têm acesso maiores de 16 anos. Acabei por não conseguir experimentar o SPA, porque passei estes dias com os dois (o pai ainda estava a trabalhar). Há Kids Clube, mas a M. já se acha crescida demais para ficar num Kids Clube ;)

A praia está mesmo ali e apesar de a água ainda estar fresca, fizemos uns belos passeios pela areia.

 

DSC_0915.jpg

DSC_0963.jpg

DSC_0958.jpg

DSC_0099.jpg

DSC_0079.jpg

DSC_0074.jpg

O pequeno almoço é ótimo, muito variado, e com uma vista espetacular. Todo o pessoal do hotel é muito simpático e prestável.

 

Experimentamos também a nova hamburgueria gourmet do restaurante Pérgula, um dos restaurantes do Hotel. 

Provamos os nachos como entrada, eles pediram o hamburguer do menu infantil e o R. experimentou o Santa Eulália e eu o Mozza. Ótimos! (podem ficar com uma ideia pelas fotos, mas o melhor mesmo é experimentar!)

 

DSC_0025.jpg

DSC_0028.jpg

DSC_0033.jpg

DSC_0036.jpg

DSC_0038.jpg

DSC_0042.jpg

DSC_0046.jpg

DSC_0053.jpg

DSC_0048.jpg

O resort estava cheio, mas o ambiente é tranquilo e os apartamentos muito sossegados. É uma excelente escolha para famílias, com a praia mesmo ali pertinho (não é preciso pegar no carro), piscinas variadas, kids clube e várias opções para refeições (incluindo o poder fazer as refeições no apartamento). 

Podem saber mais sobre o hotel aqui.

Se quiserem espreitar mais no nosso instagram, vejam os destaques do stories sobre o hotel, no nosso perfil, aqui.

 

Agradecemos ao Grande Real Santa Eulália o convite para experimentar os apartamentos do resort e pela experiencia gastronómica na hamburgueria goumet do restaurante Pérgula.

 

12.04.19

Irmãos


Sofia Serrano

 

Captura de ecrã 2019-04-12, às 11.04.31.png

Isto dos irmãos tem que se lhe diga.

Eu sou mais velha 6 anos que o meu e sempre tive um instinto muito “mana mais velha”, mais protetor. Não me lembro de nos termos zangado nem nada do género durante a nossa infância.

 

Já estes dois alternam entre serem os melhores amigos de sempre e entrarem em conflito ao nível da Guerra do Golfo. Ela está em modo pré-adolescente e nunca se sabe bem como vai reagir, ele adora lançar a confusão. Mas em caso de necessidade unem-se e lutam pelo mesmo como se disso dependesse a sobrevivência do planeta.

 

Basicamente estão a crescer, já não há problemas de sonos e fraldas, mas outras coisas vão surgindo. Diz que a maternidade é para a vida e não parece que fique mais fácil.

11.04.19

Confissões de uma médica: as expectativas da gravidez e parto perfeitos


Sofia Serrano

cirur.png

As expectativas são coisas difíceis de gerir. Semente que germinam e crescem sem aviso prévio e nos condicionam em cada passo. Criamos expectativas toda a vida: do que vamos ser, do que vão ser as outras pessoas para nós, de como queremos viver.

Em particular na gravidez, as expectativas podem ser difíceis de gerir.

É muito fácil imaginar uma gravidez bonita e tranquila, um parto natural rápido, um bebé perfeito. É o que vemos no instagram e nas revistas, nas redes sociais.

 

Mas as expectativas não nos preparam para uma gravidez na cama por contrações antes do tempo, para vómitos constantes, para um parto arrastado e um nascimento por cesariana porque o bebé não estava bem posicionado. Não nos preparam para que o corpo mude, para que não responda como nós imaginamos. Não nos prepara para não suportarmos a dor nem para conhecermos o nosso bebé no frio de um bloco operatório.

 

Quando se trata de gravidez, eu gosto de pensar que temos de regular as expectativas do nível “perfeição de instagram” para o nível “correu tudo bem com o bebé e a mãe”.

É duro fazermos este ajuste, a nossa natureza pede-nos sempre o que idealizámos.

 

Mas no final, o mais importante é mãe e bebé estarem bem - mesmo que isso signifique um parto por cesariana ao fim de muitas horas de trabalho na tentativa de um parto normal como se sonhou.