Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Actividades Radicais

Na adolescência achava piada ao radical - ser radical era ser fixe, e ser fixe era bué da fixe.
Mas o mais radical que fiz (para além de bodyboard e escalada) deve ter sido andar naquela coisa da Isla Mágica com uma vista fabulosa de Sevilha - uma vez lá em cima já não há volta a dar e é sempre para baixo. E já não era adolescente. Adiante.




Agora o conceito de radical mudou radicalmente para mim.
Passo a explicar: ser mãe muda toda a perspectiva de vida. 
De repente, tudo parece EXTREMAMENTE perigoso. 
Uma bicicleta é uma brincadeira ultra arriscada. 
Uma trotinete então nem se fala. 
Andar de baloiço é quase equivalente a ir à lua.
E um parque infantil inteiro...ui,começo logo com suores frios.
Mas a M. é uma menina. E as meninas até são calmas e ajuizadas - vejo eu, agora.
Porque o mais pequeno cá de casa - que ainda não tem um ano, esse, sim, é o radical. E neste momento consegue fazer uma espécie de bunjee-jumping da espreguiçadeira, coisa que eu não sabia possível. Entre outras coisas que não posso contar aqui.
Lá se foi a minha teoria que os parques para os miúdos são muito limitativos - já lá está dentro, para não acontecerem azares, e aposto que daqui a nada está a arranjar uma maneira de sair.


(foto: Chicco)

Para seguir o Café, Canela & Chocolate no facebook é aqui.