Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Crónicas de uma interna #12

Tive uma professora de matemática - das melhores professoras que tive na vida - que me ensinou todo o tipo de truques para sobreviver (com mérito) ao exame de matemática do 12º ano. Mas acima de tudo, uma das dicas que ela me deu na altura tornou-se uma das minhas filosofias de vida. Lembro-me que ela dizia a todos para termos confiança no que sabíamos. E que a véspera do exame era um dia importante - não era um dia para entrar em stress, nem para estudarmos que nem loucos até à última da hora. Era um dia para relaxar - ir ao cabeleireiro e fazer uma taça de mousse de chocolate só para nós.
E desde essa altura, comecei sempre a fazer isso. A véspera do exame é dia de comer chocolate à vontade e mimar-me. É esse dia que eu tenho em mente, porque confesso que a semana antes é uma semana de coração acelerado, vontade de ler tudo outra vez, sensação de que sei tudo e no instante seguinte não sei nada. E quando alguém menciona uma "pré-eclâmpsia" ou "quisto do ovário", o meu cérebro começa automaticamente a abrir o ficheiro com o respectivo nome e os meus neurónios entram em sinapses automáticas, relembrando-me da epidemiologia, fisiopatologia, sinais e sintomas, diagnóstico, tratamento e outros que tais. Não sei bem desligar isto. E espero que funcione na altura indicada. Mas acima de tudo, espero que um corte de cabelo e uma tigela de mousse de chocolate tenham a capacidade de me tornar numa miúda calma, cheia de sabedoria - e acima de tudo, que me transformem numa especialista.

Wish me luck.

(espero que a próxima crónica tenha como título : "Crónicas de uma Especialista")



9 comentários

Comentar post