Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Penso, tampão, copo menstrual : qual o melhor?

12.06.18 | Sofia Serrano

istock_000060107286_large_770x433_acf_cropped.jpg

 

Já se sabe que a menstruação é algo que a mulher tem de aprender a gerir durante toda a sua vida fértil. E se já há vários métodos contracetivos que permitem não ter o período, a grande maioria das mulheres sabe que mensalmente, tem de contar com alguns dias de hemorragias.

Há varias opções para estes dias, que dependem da preferência da mulher e eventuais alergias.

 

Pensos higiénicos

 

São produtos absorventes de proteção externa feminina, podendo ser usados desde o primeiro período.

São colocados na parte interna da roupa interior, onde se fixam devido a uma banda autocolante. Também existem opções com abas, para melhor aderência.

Durante o dia, devem ser mudados, pelo menos, de 4 em 4 horas, dependendo do fluxo.

 

Tampões

 

O tampão é um produto de proteção feminina interna - é inserido no interior da vagina.

Tem a forma de tubo e é constituído por material absorvente e por um fio, que o permite retirar.

Para a sua inserção, pode ser usado um aplicador, que permite que a mulher não toque no tampão com a mão e facilita a colocação.

Os estudos que comparam tampões e pensos mostram que são ambos igualmente seguros.

Quem ainda não iniciou a vida sexual pode usar os tampões mais pequenos.

Estes devem ser trocados no máximo de quatro em quatro horas. No entanto, parecem seguros por um período máximo de 8 horas, sendo que podem ser utilizados durante a noite.

 

Copo menstrual

 

É uma alternativa aos pensos e tampões, sendo mais ecológico e económico.

 

Trata-se de um recipiente que é introduzido na vagina durante a menstruação e serve de coletor do sangue.

É feito de silicone e existe em vários tamanhos (dependendo se já se tem filhos, do peso e outras variáveis).

É mais fácil introduzi-lo ainda fechado, em forma de "C", na parte inferior da vagina, e rodá-lo, para se certificar se ficou bem encaixado.

Só precisa ser trocado 8 a 12 horas depois.

Nas primeiras utilizações aconselha-se o uso simultaneo de um penso higiénico, porque pode haver pequenas perdas devido à falta de experiência.

É bastante comodo e prático.

Sempre que é retirado, deve ser lavado em água correntee sabão, e seco antes de o voltara colocar, o que nem sempre é fácil nas casas de banho públicas.

Muito bom para quem faz alergia a pensos e tampões, e para além disso mantém a humidade natural da vagina, minimizando irritações.

 

 

Cada mulher terá a sua preferência, mas neste momento, acho que o copo menstrual tem mais vantagens que as opções, em particular pela parte ecológica - é o que eu uso e recomendo! (eu uso o Easy Cup)

E por aí, quais as vossas escolhas?

 

menstrualcup-1000-1497982311.jpg

 Tudo isto e muito mais está no meu novo livro, O Livro da Mulher.

 

(E estamos pelo instagram, aqui.)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7 comentários

Comentar post