Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Às mães.

  Eles chegam de mansinho, enquanto mudam o nosso corpo de forma extraordinária. Fazem uma chegada triunfal no momento do parto mas precisam de tempo para se adaptarem à nova vida. Quando regulam sonos e comida, desafiam-se constantemente com novas aprendizagens. E crescem. E mudam. E crescem. E têm opiniões e fazem as suas escolhas. E querem voar. E nós, mães, estamos sempre por perto para os orientar, para lhes dar a mão, para os ajudar, para os ensinar ou para os repreender se (...)

Confissões de uma médica: quando a vida nos surpreende

Uma urgência, a altas horas da noite. Daquelas urgências caóticas em que o trabalho não pára. Chamo a próxima paciente, reparo pela ficha que é uma adolescente de 15 anos. Vem com a mãe, encolhida, com as mãos na barriga. Não olha para mim, mas percebo que não está bem. A mãe toma a palavra e diz-me que a filha está desde o jantar com fortes dores de barriga.  Que tem andado muito inchada, que pode ser uma apendicite. Não melhorou com os analgésicos que lhe deu. Está (...)

Podemos ser o que quisermos

Fui ao concerto da Carolina Deslandes em Faro. Na realidade, foi um presente de aniversário para a minha filha e para uma amiga e acabamos por ir numa espécie de saída de miúdas. O concerto abre com a Carolina em palco, sentada num banco de jardim, com a banda por trás e um muro com flores. Apesar de sentada, a barriga de grávida de 3º trimestre nota-se bem. E a tranquilidade e harmonia do cenário quando ela começa a cantar é algo extraordinário - está tudo exatamente como (...)

Baby brain: o que muda no cérebro das mães

Sabemos que ficar grávida é entrar num novo mundo: o que podemos e devemos comer, o que vestir, como cuidar do nosso bebé, que cremes usar, os carrinhos ideais para os passeios, as camas que garantem um melhor sono, e muito, muito mais. Amigos, familiares e até desconhecidos adoram dar-nos palpites e opiniões, comentar experiencias de parto, falar das noites sem dormir, do quanto devemos engordar.   Mas ainda há um assunto muito pouco falado: o baby brain. E o que é isto?   Durant (...)

Factos.

 

Ser mãe não é fácil.

  Não me venham com a conversa que ser mãe é tarefa fácil. Que é instintivo. A maior parte dos dias acho que não faço a mínima ideia do que ando a fazer - principalmente quando os dois discutem, quando não consigo cumprir o que prometi por questões profissionais, quando a pré-adolescente me faz mau ar por não a deixar fazer algo que ela quer muito. Ser mãe é uma espécie de projeto em andamento. Que nunca temos bem a certeza se vai correr na perfeição, que tem falhas, que (...)

Eu, mãe, confesso.

    Apesar de os meus filhos serem a melhor coisa do mundo, nem sempre sou a mãe perfeita e fico muito longe da ideal. Por isso, eu, mãe, confesso: - foi difícil encontrar o momento ideal para decidir ter filhos. Acabou por ser uma coisa instintiva. E às vezes tenho saudades da liberdade que tínhamos antes de vocês nascerem (mas já não consigo imaginar a minha vida sem os dois); - houve momentos em que não gostei de estar grávida - porque os pés inchavam, porque me (...)

À segunda é bem melhor!

    Por mais preparadas que estejamos, o pós-parto é uma fase muito difícil. E se estivermos a falar do primeiro filho, mais ainda. Costumo dizer que vale a pena ter mais do que um filho para aproveitar tudo melhor, porque me lembro perfeitamente do drama que foi o primeiro puerpério, e de o segundo ser muito mais descomplicado e tranquilo.   Ser mãe de primeira viagem é tramado. E quando se fala em particular daquele célebre primeiro mês depois do nascimento do nosso bebé, (...)

Coisas que as pessoas adoram dizer às grávidas

Não sei como foi convosco, mas muito provavelmente aconteceu algo muito parecido a isto. Assim que ficamos grávidas, de repente, toda a gente SABE o que vai acontecer, o que podemos ou não fazer, o que podemos comer. E pelo nosso ar, ou pelo formato da barriga, ou pelo alinhamento das estrelas, de CERTEZA que conseguem prever tudo. Reconhecem isto? "Ah...tem a barriga em bico, de certeza que é um menino!!!" (50% de hipóteses de acertar...) "Ah, tem uma barriga tão grande! De (...)