Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

12
Jun18

Penso, tampão, copo menstrual : qual o melhor?


Sofia Serrano

istock_000060107286_large_770x433_acf_cropped.jpg

 

Já se sabe que a menstruação é algo que a mulher tem de aprender a gerir durante toda a sua vida fértil. E se já há vários métodos contracetivos que permitem não ter o período, a grande maioria das mulheres sabe que mensalmente, tem de contar com alguns dias de hemorragias.

Há varias opções para estes dias, que dependem da preferência da mulher e eventuais alergias.

 

Pensos higiénicos

 

São produtos absorventes de proteção externa feminina, podendo ser usados desde o primeiro período.

São colocados na parte interna da roupa interior, onde se fixam devido a uma banda autocolante. Também existem opções com abas, para melhor aderência.

Durante o dia, devem ser mudados, pelo menos, de 4 em 4 horas, dependendo do fluxo.

 

Tampões

 

O tampão é um produto de proteção feminina interna - é inserido no interior da vagina.

Tem a forma de tubo e é constituído por material absorvente e por um fio, que o permite retirar.

Para a sua inserção, pode ser usado um aplicador, que permite que a mulher não toque no tampão com a mão e facilita a colocação.

Os estudos que comparam tampões e pensos mostram que são ambos igualmente seguros.

Quem ainda não iniciou a vida sexual pode usar os tampões mais pequenos.

Estes devem ser trocados no máximo de quatro em quatro horas. No entanto, parecem seguros por um período máximo de 8 horas, sendo que podem ser utilizados durante a noite.

 

Copo menstrual

 

É uma alternativa aos pensos e tampões, sendo mais ecológico e económico.

 

 

28
Mai18

10 benefícios da pílula (para além de evitar a gravidez)


Sofia Serrano

Role-Women-Photography-fabyandcarlo-01.jpg

 

A pílula tem outros benefícios além da contraceção. Na verdade, em muitas mulheres, é usada como tratamento de diversas situações.

Potenciais benefícios da toma da pílula:

1. Regulariza os ciclos menstruais

2. Diminui a dor menstrual

3. Alivia os sintomas da síndrome pré-menstrual

4. Reduz o fluxo menstrual e previne a anemia

5. Diminui os quistos nos ovários (quistos funcionais)

6. Reduz a endometriose.

7. Atenua a gravidade dos sintomas dos miomas

8. Minimiza o risco de cancro do ovário (diminui 40% o risco de tumores malignos)

9. Reduz o risco de cancro do endométrio (diminui 50% o risco de cancro do endométrio)

10. Permite tratar a acne e o excesso de pêlos.

 

Mais aqui.

02
Mar18

A pílula interfere com o desejo sexual?


Sofia Serrano

sexdrive.jpg

 

 

Sabe-se que o desejo feminino está dependente da sua produção de testosterona, que não é uma hormona exclusivamente masculina.

A verdade é que alguns contracetivos hormonais, ou seja, a pílula, nalgumas mulheres, parecem baixar o nível de testosterona livre (a que está em circulação no sangue), levando a que a libido diminua.

 

Na maior parte dos casos, basta mudar para uma pílula com outra composição para que a mulher sinta que voltou a ser quem era.

 

 

 

 

 

 

 

18
Fev18

De mau humor? A culpa pode ser dele.


Sofia Serrano

1488330053817.jpeg

 

Não é um mito. O SPM - Síndrome Pré-Menstrual- existe mesmo. Temos razões para aqueles dias de mau humor, ou para nos sentirmos com peso a mais. Ficam aqui 3 perguntas e respostas importantes sobre este tema:

 

É verdade que a síndrome pré-menstrual pode originar um aumento de peso na ordem dos 2-4 kg, mas que depois passa?

Sim, é verdade. O Síndrome Pré-menstrual (SPM) caracteriza-se por uma série de alterações, quer emocionais quer físicas, que ocorrem nos dias anteriores à vinda do período. Em algumas mulheres, estas alterações são muito marcadas e interferem com a vida diária. Geralmente os sintomas manifestam-se durante a segunda fase do ciclo (entre o 14º e o 28º dias do ciclo) e desaparecem quando aparece a menstruação. Esses sintomas podem ser alterações de humor, com irritabilidade, dificuldade em dormir, tristeza, dores de cabeça, mas também ganho de peso, inchaço abdominal e das extremidades (braços e pernas) e tensão mamária. Pode haver um ganho de peso significativo, entre 2 a 4kg, que desaparece com a menstruação.

  

 

23
Jan17

Sim, o TPM existe!


Sofia Serrano

 

O Síndrome pré-menstrual não é um mito. É também conhecido por TPM - Transtorno Pré-Menstrual. E sim, temos razões para aqueles dias de mau humor, ou para nos sentirmos com peso a mais.

 

O que é o SPM?



O síndrome pré-menstrual (SPM) caracteriza-se por uma série de alterações, quer emocionais quer físicas, que ocorrem nos dias anteriores à menstruação. Em algumas mulheres, estas alterações são muito marcadas e interferem com a vida diária.

Ocorre entre o 14º e 24º dia do ciclo (após a ovulação e antes da menstruação). Os sintomas geralmente desaparecem no primeiro dia do fluxo menstrual. Nalgumas mulheres, a SPM só desaparece somente com o fim do fluxo.

Esses sintomas podem ser alterações de humor, com irritabilidade, dificuldade em dormir, tristeza, dores de cabeça, mas também ganho de peso, inchaço abdominal e das extremidades (braços e pernas) e tensão mamária. Pode haver um ganho de peso significativo, entre 2 a 4kg, que desaparece com a menstruação.

A principal causa da SPM é a alteração hormonal feminina durante o período menstrual, que interfere no sistema nervoso central. Parece haver uma ligação entre as hormonas sexuais femininas, as endorfinas (substâncias naturais ligadas à sensação de prazer) e os neurotransmissores, tais como a serotonina.



Captura de ecrã 2017-01-23, às 14.13.10.png

 

 

Os sintomas na SPM podem ser físicos ou emocionais causando desconforto na mulher.

As principais características são:

 

Sintomas Emocionais

Depressão;

Vontade de chorar;

Irritabilidade;

Ansiedade;

Insónia;

Fome em excesso (alimentos doces como o chocolate, ou salgados...) ou falta de apetite;

Sonolência;

Dificuldade de concentração;

Cansaço.

 

Sintomas Físicos:

Dor de cabeça;

Acne;

Aumento de peso;

Inchaço nas mamas;

Dores osteomusculares;

Distensão abdominal

 

Porque nos sentimos inchadas?

Pensa-se que o edema (vulgarmente conhecido como “inchaço”) associado ao síndrome pré-menstrual é causado por um desequilíbrio entre os estrogénios e a progesterone. Devido ao aumento dos estrogénios, há uma maior retenção da água e do sódio no organismo, com aumento de peso e edema generalizado.

Também se aponta como possíveis mecanismos associados ao Síndrome Pré-Menstrual (SPM), como uma resposta anormal do organismo, face às alterações de neurotransmissores neuronais, como as beta-endorfinas. Pode também estar relacionado com a nutrição, a deficiência de vitamina B6, a hipoglicemia e níveis baixos de cálcio ou magnésio.

Há de facto um aumento de peso na ordem dos 2-4 kg. Felizmente que depois acaba por passar e naturalmente voltamos ao peso inicial.

 

Porque é que nestes dias nos apetece chocolate?

Sim, pode ser uma das características da SPM, a dita "fome em excesso" que nos leva muitas vezes a preferir alimentos doces, como o chocolate. Também há quem tenha desejos de alimentos mais salgados.

 

Dicas para combater o SPM

Hidratando e fazendo exercício físico- são as medidas mais eficazes.

Recomenda-se que durante o período pré-menstrual se faça entre quatro a seis pequenas refeições diárias, evitando açúcar refinado, alimentos com muito sal, cafeína e álcool e reforçando consumo de frutas, vegetais e alimentos ricos em fibra.

Devemos evitar alimentos como batatas fritas, cachorros quentes e bebidas como a coca cola, que pioram ainda mais os sintomas. Convém beber muita água e comer frutas e fibras.

O exercício físico também é benéfico, porque melhora os sintomas físicos e reduz o stress.

A corrida ou o yoga são bons aliados nesta fase.

 

 

É boa ideia consultar um ginecologista e falar sobre o problema.

Pode ser necessário iniciar medicação, como por exemplo, a pílula, para melhorar o SPM, ou outro tipo de fármacos.

Também o óleo de onagra tem surgido como um bom aliado para este problema.

 

Captura de ecrã 2017-01-23, às 14.14.32.png

 Mais aqui

 

 

Novo Livro

Bem-vindos!

Olá! Sou a M. Sofia Serrano S., Ginecologista-Obstetra, mãe de dois miúdos maravilhosos, apaixonada por escrita. Adoro café, canela e chocolate e aproveitar as coisas boas da vida! Neste blog partilho as nossas aventuras em família, os desafios de ser mãe, dicas para as grávidas e tudo o que é fundamental saber sobre a saúde da mulher. Também conto algumas das aventuras dos hospitais e partilho um bocadinho deste mundo da medicina. Fiquem por aqui!

Os meus livros

Captura de ecrã 2016-09-20, às 20.46.51.png

Comprar

Contactos

msofiaserrano@gmail.com

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.