Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Vestir mini-saia

Já todas sabemos que depois de sermos mães a vida dá uma volta de 180º. Se antes vivíamos uma vida com alguma responsabilidade, mas descomplicada, com tempo para decidir ir ao cinema 10 minutos antes da sessão, ou aproveitar a promoção de última hora para passar duas semanas em Punta Cana, depois dos filhos tudo muda.
Se me puser a pensar bem, fui ao cinema umas 3 vezes depois da minha filha nascer. E acho que saí mais 2 ou 3 vezes à noite para ir a um concerto ou ao teatro. Basicamente, o mundo passou a girar à volta deles - e quando comecei a querer equilibrar os pratos na balança, que é como quem diz, voltar a ter algum tempo para mim, algum tempo para estar com o R. como qualquer casal precisa, decidimos ter o 2º filho. E entre gravidez e os primeiros tempos de vida do P. voltamos ao mesmo filme de deixar para segundo plano o "nós".
E estou a precisar de ter mais um bocadinho de tempo para mim. Porque os miúdos são o mais importante da minha vida e adoro passar tempo com eles, mas também preciso de me sentir bem comigo própria. Preciso de voltar ao exercício físico, de namorar mais. 
Ontem à noite pus-me a olhar para o armário da roupa e reparei numa série de saias e vestidos que raramente uso. E porque é que as deixei de usar? Não faço ideia. Por isso, hoje fui trabalhar de saia. E fui buscar o BB cream e a maquilhagem. E dei um jeitinho ao cabelo (mais que o habitual). Mesmo com a confusão matinal.
E passei o dia a ouvir "estás gira!", que é uma coisa que faz extremamente bem ao ego (em particular ao meu, que andei os últimos meses com umas olheiras desgraçadas do modo-estudo-trabalho e sem vontade de pensar sequer no que estava a vestir).
Por isso, parece que o segredo para continuarmos a ser mulheres, para além de mães, passa por termos um bocadinho de tempo para nós. E já agora, vestirmos saia.



3 comentários

Comentar post